Clique e assine a partir de 8,90/mês

Plantas de mangue respiram com snorkel

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 19h01 - Publicado em 31 mar 1997, 22h00

Como as árvores de mangue sobrevivem na água salgada? Por que suas pontas saem da água?

Cada um se vira como pode. Para fincar os pés na água, as plantas do mangue desenvolvem estratégias especiais. “Algumas têm um filtro que não deixa o sal entrar”, explica o biólogo Clemente Coelho Júnior, da Universidade de São Paulo. Já outras não se importam com o sal: elas o absorvem e depois o eliminam pelas folhas, graças às glândulas que têm essa finalidade. Nos dias quentes, quando a absorção de água é maior, dá até para ver o sal preso nas folhas.

Como não podem respirar como peixes, as plantas usam uma tática parecida com a dos mergulhadores para conseguir oxigênio: as raízes, parecidas com um snorkel (veja infográfico), se fixam no fundo lodoso e estendem ramificações para a superfície. Nas suas pontas existem pequenos órgãos, chamados lenticelas, que capturam ar do ambiente externo.

Mas poucas plantas agüentam essa parada. Existem apenas cerca de cinqüenta espécies de vegetais de mangue, em todo o mundo, e algumas estão em fase de transição biológica. Em breve, plantarão raízes em terra firme e darão adeus para sempre ao lodo.

A vegetação do mangue em perspectiva

1 – As raízes se fixam no fundo lodoso.

2 – Depois, estendem ramos para a superfície.

Continua após a publicidade
Publicidade