GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Como é feita a limpeza de roupa a seco?

Para começar, ela não é tão seca assim. A grande diferença da lavagem a seco em relação à lavagem normal é que, em vez de água, as roupas são tratadas com um solvente químico – que não deixa de ser um líquido. “A água incha a fibra dos tecidos. Quando a roupa seca, ela pode encolher e se deformar. Com o solvente isso não acontece: essa é sua grande vantagem”, afirma o engenheiro Nelcindo Nascimento, presidente no Brasil de uma rede internacional de lavanderias. O processo, como tantas outras invenções, foi descoberto por acaso. Em 1855, o francês Jean-Baptiste Jolly teria derrubado acidentalmente uma lâmpada de querosene sobre uma mesa e notou que a toalha que a cobria havia ficado mais limpa. A partir daí, ele foi desenvolvendo um método de uso do produto e acabou abrindo a primeira casa de limpeza a seco. O problema é que os solventes iniciais, derivados do petróleo, eram altamente inflamáveis e volta e meia acontecia algum incêndio.

Foi só na década de 1950 que o processo se popularizou, graças a novas máquinas e, principalmente, ao uso do percloroetileno, um solvente também chamado de perc que – embora tóxico para o ser humano – era barato, não pegava fogo, evaporava rápido e limpava melhor que as substâncias anteriores. Hoje, o perc é usado por praticamente todas as lavanderias profissionais.

Lavagem relâmpago
Peças ficam prontas em uma hora

1 – A roupa suja primeiro é inspecionada em busca de manchas mais difíceis. Para cada tipo de mancha – como sangue, gordura ou molhos – há um produto químico específico. Um funcionário aplica a substância manualmente com uma bisnaga e tira a mancha com a ajuda de pequenas pistolas de ar comprimido e vapor

2 – Em uma máquina automática, a roupa mergulha no solvente (perc), é lavada e centrifugada. Como o perc evapora muito fácil, não é preciso estender a roupa: ainda dentro da máquina é acionado um sistema de ar quente que só desliga quando as peças estiverem completamente secas

3 – Após sair da máquina, a roupa é novamente inspecionada. Se restarem manchas, ela volta para a etapa 1, de pré-tratamento. Existem, porém, algumas manchas – como as provocadas pela descoloração da tintura – que não podem ser removidas

4 – As peças aprovadas são passadas com ferro quente a vapor. Mas esse vapor, sob pressão, atravessa rapidamente o tecido e é sugado por uma tábua de passar especial, que impede as peças de ficarem úmidas

5 – Com a roupa limpa e passada, basta dobrá-la e embalá-la em uma máquina equipada com uma bobina de plástico, que empacota tudo rapidamente. Entre a chegada da roupa e a entrega ao cliente, o processo todo dura apenas uma hora