Assine SUPER por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Como é um boneco vodu?

Artefato serve, em geral, para fazer pedidos.

Por Tiago Cordeiro
Atualizado em 4 jul 2018, 20h10 - Publicado em 12 dez 2016, 15h51

Ilustra Horácio Gama
Edição Felipe van Deursen

ATENÇÃO: Imagens escondidas!
Use óculos de lentes de vermelhas para enxergá-las

REPORTAGEM RITUAIS SOBRENATURAIS:
– Ritual de necromancia
– Golem judaico
– Oferenda aos orixás
– Cerimônia wicca
– Exorcismo islâmico
– Magia negra hindu

Religião – Vodu
Surgimento – Século 17, Haiti
Onde é mais praticada – Caribe e EUA
Praticantes – 10 milhões

Boneco vodu
Muitas civilizações antigas, como a grega, a egípcia e a babilônia, tinham estátuas e bonecos para uso cerimonial. O caso do vodu é um pouco diferente: o objeto não representa um deus ou um ser. Ele serve como amuleto para atrair sorte, dinheiro, emprego, saúde ou amor. Existem muitas maneiras de fazer o boneco, mas a original, a preferida da religião que surgiu no Haiti (e é uma espécie de prima do nosso candomblé), segue seis passos básicos.

rituais-sobrenaturais_vodu-3
(Horácio Gama)

1- SELEÇÃO DO MATERIAL
Para o recheio, o fiel pode optar por um amontoado de penas, chumaços de algodão, pedaços de tecido ou até papel amassado. Para a roupa, ele escolhe entre papel, folhas de árvore, pedaços de tecido, palha, saco de batata e cascas de milho. Por fim, a definição da cor é importante: ela ajuda a definir o objetivo do amuleto

2- ESQUELETO
Devido à influência do cristianismo, o boneco é construído sobre uma cruz. Dois gravetos ou pedaços de lápis, cruzados e colados, formam a estrutura básica. Para o amuleto funcionar, é importante que a pessoa esteja concentrada. Para isso, o ideal é encontrar um lugar tranquilo, sem TV, computador nem celular por perto

3- ENTRANHAS
O recheio deve cobrir o esqueleto. Basta passar cola sobre a estrutura e grudar o material. Se o objetivo for atrair alguém para um relacionamento, fiel costuma usar pedaços da roupa da pessoa no recheio. O mais comum é pedir algo para si, não para fazer mal aos outros. Mais ou menos como fazer promessa a um santo

4- COBERTURA
A forma mais simples de vestir o boneco é formar uma espécie de saco de tecido macio, amarrado nas extremidades. Por motivos religiosos, um tecido rústico é mais adequado, pois é mais fiel às origens. Nesse caso, ele precisa ser recortado e colado para formar uma bata. O tamanho da roupa precisa deixar para fora cabeça, mãos e pés

5- DECORAÇÃO
Os acessórios são fundamentais para a magia funcionar, como colar uma foto da pessoa amada no rosto do boneco. Se o pedido for pessoal, a imagem pode ser mais figurativa. Por exemplo, quem quer dinheiro coloca uma moeda no rosto. Vale usar tinta, glitter, botões… E cada cor tem um significado diferente

Continua após a publicidade
rituais-sobrenaturais_vodu-2
(Horácio Gama)

6- ATIVAÇÃO
O ritual de preparo termina com cânticos. Só então chega a hora dos alfinetes, que são fincados para reforçar o pedido. Quando a figura está pronta, é hora de guardá-la em uma estante, em um local alto e discreto. Junto dela, o fiel pode colocar velas da mesma cor. E tem que realizar orações todo os dias

UMA ÚLTIMA CURIOSIDADE: A versão mais famosa do boneco foi bolada por lojistas dos EUA, para quem preferir comprá-lo já pronto

VEJA TAMBÉM:
+ Os bonecos mais assustadores de todos os tempos 
+ Papa Doc, o ditador que tocou o terror no Haiti

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A ciência está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por SUPER.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.