GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Como os morcegos-vampiros atacam?

Vampire_Bat_003 Vampire_Bat_003

Vampire_Bat_003 (/)

Primeiro eles encontram suas presas com ajuda de uma espécie de radar interno e depois mordem sua pele com dentes afiados. Das mais de 1 100 espécies de morcegos conhecidas, apenas três se alimentam de sangue: o morcego-vampiro-comum (Desmodus rotundus), o morcego-vampiro-de-asas-brancas (Diaemus youngi) e o morcego-vampiro-de-pernas-peludas (Diphylla ecaudata). As três espécies (leia mais sobre elas no site da ME) vivem somente no continente americano, do sul do Texas à Argentina. Os vampiros não atacam seres humanos: o morcego-vampiro-comum prefere animais maiores, como bois, vacas e cavalos. As outras duas espécies avançam sobre galinhas, aves e bichos silvestres de menor porte. Como esses morcegos só ingerem sangue, não resistem mais de três dias sem o líquido. Dentre os mamíferos, os morcegos-vampiros são os únicos exclusivamente hematófagos. Eles vivem em colônias de 20 a 100 indivíduos e são, junto com as demais espécies de morcegos, os únicos mamíferos totalmente adaptados ao vôo – outros, como o esquilo-voador, conseguem apenas planar. Isso se dá graças às membranas que unem quatro dos seus cinco dedos dos membros anteriores (equivalentes às mãos). Os morcegos integram a ordem Chiroptera, a segunda maior em número de espécies entre os mamíferos. O nome Chiroptera tem origem nas palavras gregas quiro (“mão”) e ptero (“asa”): são, portanto, animais com as mãos transformadas em asas. De mordida em mordida, os morcegos vivem cerca de 20 anos.

LEIA MAIS

– Bichos dão risadas?

– Por que os morcegos gostam de se pendurar de cabeça para baixo?

A melhor defesa é o ataque Morcegos localizam presa com visão e audição apuradas

1. Para se darem bem na hora do rango, os morcegos-vampiros contam com uma audição apurada. Outras espécies também têm boa visão. Isso mesmo: visão! Ao contrário do que muita gente pensa, os morcegos não são cegos, embora alguns sejam míopes. A maioria vê em preto e branco, mas certas espécies conseguem diferenciar cores

2. Para detectar presas e desviar-se de obstáculos, os morcegos usam a ecolocalização. Eles emitem pulsações sonoras de alta freqüência pela boca ou narina. Em frações de segundo, as ondas de ultra-som chocam-se nas presas e ecoam de volta. Os ecos são captados pelos sensíveis ouvidos do morcego, que calcula a direção e a distância de seu alvo

3. Com a presa na mira, os morcegos-vampiros têm uma estratégia de aproximação bem incomum. Pousam no chão perto dela e caminham ou correm, dando saltinhos. Para isso, encolhem as asas e usam as patas traseiras e os polegares das mãos. Um sensor de calor no focinho ajuda a achar os vasos sanguíneos mais superficiais da presa

4. Os vampiros têm entre 20 e 26 dentes, mas os que rasgam mesmo a pele da presa são os incisivos. Projetados para a frente, esses dentes são maiores do que os de outras espécies de morcegos. O corte tem de 3 a 5 mm de diâmetro e de 1 a 5 mm de profundidade. E não deixa aquelas duas marquinhas típicas como as que vemos nos filmes de vampiro

5. Mordida de morcego-vampiro não dói: uma substância anestésica presente na saliva impede que a vítima sinta dor. Além disso, a saliva desses morcegos tem partículas anticoagulantes, que evitam que o sangue se solidifique. Com a ferida aberta, o morcego lambe o sangue sem parar, em vez de sugá-lo

6. A refeição dura até 30 minutos. Nesse período, o bicho bebe 20 gramas de sangue, o equivalente a duas colheres de sopa. Essa quantidade é insuficiente para matar a presa, mas corresponde, em média, a 60% do peso do morcego. É como se um homem adulto, de 70 quilos, mandasse ver 42 quilos de comida por dia!

Bichos da pá virada Entenda por que morcegos se alimentam de sangue e descansam de cabeça para baixo

DE PONTA-CABEÇA

Ao contrário dos demais mamíferos, os morcegos não caminham eretos – suas pernas e pés não se desenvolveram suficientemente. Por isso, na hora do descanso, para anular o peso do corpo, eles ficam agarrados de ponta-cabeça em árvores ou no teto de cavernas

DE MÃE PARA FILHO

Como mamíferos que são, os bebês vampiros sugam o leite da mãe até terem cerca de 10 meses de idade. Já a partir do segundo mês, no entanto, a mãe começa a regurgitar sangue em sua boca. Aos 4 meses, os “pequenos” já acompanham a mamãe nas caçadas

ORIGEM DUVIDOSA

Não há consenso entre os biólogos sobre a razão que levou as três espécies de morcegos a evoluir para beber sangue. Uma das teorias defende que os ancestrais dos vampiros comiam carrapatos e, pouco a pouco, passaram a se alimentar diretamente de sangue