Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Como são as superstições de Ano-Novo em outros países?

Muito além da roupa branca e dos fogos de artifício: veja como se comemora a chegada do ano no restante do mundo.

Por Julia Moióli Atualizado em 28 dez 2020, 18h58 - Publicado em 10 Maio 2013, 17h55

ALIMENTE SUAS AMIZADES
Onde Dinamarca

Quer saber quem é seu amigo e continuará sendo no próximo ano? Faça como os dinamarqueses: guarde comida durante o ano e, na noite de Réveillon, deixe-a na porta da casa de quem você mais gosta. Detalhe: com prato e tudo. Se, em 1o de janeiro, você encontrar muita louça na sua soleira, é sinal de que tem muitos bons relacionamentos.

PROMESSA GELADA
Onde Canadá

Tá pensando em parar de fumar, economizar grana ou começar uma dieta no novo ano, mas não sabe se conseguirá cumprir a meta? Os canadenses têm um jeito divertido de fazê-lo manter a palavra. No dia 1o de janeiro, eles mergulham nas águas geladas em troca de promessas de amigos ou familiares. É o chamado “mergulho do urso-polar”.

  • HÁBITO EST(R)ANHO
    Onde Finlândia

    Virada de ano é hora de olhar para a frente. Se você quiser prever o que vai acontecer nos próximos 365 dias, experimente a superstição dos finlandeses. Eles derretem um pedaço de estanho e jogam na água fria para solidificá-lo novamente. Aí, tentam interpretar as figuras que se formam – elas indicariam futuros eventos. Difícil é achar estanho dando sopa por aí…

    BOM PRINCÍPIO
    Onde Japão

    Na Terra do Sol Nascente, a criançada fica ansiosa em dezembro por causa do Réveillon, e não do Natal. É tradição por lá dar dinheiro aos pequenos. Para alguém no colegial, por exemplo, o valor pode ficar entre 5 mil e 10 mil ienes (o equivalente entre R$ 130 e R$ 260). E todo mundo manda cartões de felicitação para pessoas queridas. Só na virada de 2011 para 2012, os japoneses mandaram mais de 2 bilhões de cartões!

    QUEM QUER DINHEIRO?
    Onde Escócia

    Continua após a publicidade

    Lá, a celebração se chama Hogmanay, nome de um biscoito de aveia dado às crianças nessa época. A receita para passar o novo período no azul é prestar atenção na primeira pessoa a entrar na sua casa após a meia- noite. Estranhos, por exemplo, trazem uma influência positiva para suas finanças! Essa crença também é comum no norte da Inglaterra.

    CAMPEÕES DE SUPERSTIÇÃO
    Onde Itália

    Os italianos têm várias simpatias. Comem lentilha, beijam alguém embaixo do visco (um tipo de planta), vestem uma roupa nova e jogam fora uma velha… Na Sicília, nenhum trabalho manual é iniciado perto da data porque não terminá-lo ou fazê-lo às pressas dá azar. Em Nápoles, jogam-se pela janela objetos velhos para se livrar do que passou.

  • DEVO, NÃO NEGO, PAGO ESTE ANO
    Onde Espanha e País de Gales

    Para ter sorte no ano que está prestes a começar, os espanhóis comem 12 uvas – uma a cada badalada da meia-noite da noche vieja, como eles chamam o 31 de dezembro. Já para os galeses, a meia-noite é o prazo máximo para tentar quitar todas as dívidas. Eles acreditam que iniciar o ano em débito significa passar os 365 dias devendo.

    VISITA MILAGROSA
    Onde Inglaterra

    Os ingleses não dão a mínima para o frio de dezembro e, à meia-noite, abrem a porta dos fundos de sua casa para mandar o ano velho embora. Aí, pedem ao primeiro homem moreno que aparecer na rua que entre pela porta da frente carregando sal, carvão e pão. Assim, garantem comida (pão), dinheiro (sal) e aquecimento (carvão) a todos os moradores da residência.

    INQUISIÇÃO
    Onde Colômbia e Peru

    A festa colombiana lembra um costume brasileiro de outra data: a malhação de Judas, um dia antes da Páscoa. Eles fazem um boneco de retalhos chamado Año Viejo (“Ano Velho”), colocam no rosto dele a foto de uma personalidade polêmica ou malvista e depois o incendeiam! Os peruanos são mais calminhos: para subir na vida, eles simplesmente sobem uma escada.

    FAÇA AS MALAS
    Onde Venezuela

    Vai passar a virada em casa? Mesmo assim, tire as malas do armário. Faça como os venezuelanos: à meia-noite, dê uma volta no quarteirão carregando bagagens vazias para garantir muitas viagens no futuro. Para atrair grana, eles guardam uma nota de dólar no sapato. E também costumam fazer uma lista de coisas chatas que rolaram no ano e depois queimá-la.

    Continua após a publicidade
    Publicidade