Clique e assine a partir de 8,90/mês

É verdade que o joão-de-barro constrói sua casa com a abertura voltada na direção contrária da chuva?

Por Redação Mundo Estranho - Atualizado em 4 jul 2018, 20h16 - Publicado em 18 abr 2011, 18h58

Cem por cento verdade, embora os cientistas ainda não consigam explicar exatamente como ele desenvolve tamanha habilidade. “O fato é que esse pássaro aprende, ao longo da vida, a identificar a direção do vento – e quando vai construir o ninho, no período de reprodução, preocupa-se em deixar a abertura voltada para o outro lado”, afirma a bióloga Fernanda Junqueira Vaz, da Fundação Parque Zoológico de São Paulo. Como o joão-de-barro procria apenas uma vez por ano, geralmente na primavera, basta conhecer a orientação do vento predominante nessa época. Os estudiosos não acreditam que a informação seja uma herança genética, pois ele também aprende a construir o ninho virado para o lado oposto quando muda de região. Trabalhador dedicado, o Furnarius rufus (seu nome científico) leva de três a cinco dias para edificar sua casinha, utilizando barro úmido e um pouco de esterco misturado à palha. Entre os locais prediletos estão galhos de árvores, postes, beiradas de casas e até mesmo orelhões.

Durante a construção, realizada em conjunto pelo casal, os pássaros chegam a realizar de 500 a 2 000 viagens carregando o material necessário. Apesar de tanto trabalho, a casa é usada apenas para uma única ninhada e logo abandonada – mas muitas vezes acaba sendo ocupada por outras aves. Sua arquitetura refinada usa um formato esférico, com abertura circular e duas câmaras para manter os filhotes protegidos de intempéries e predadores. Pouca gente sabe, mas o joão-de-barro é parente distante do pica-pau e foi eleito a ave nacional da Argentina.

Publicidade