Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

É verdade que uma mata fechada atrai chuva?

Não atrai, mas produz. Fechada ou não, a mata lança vapor d’água na atmosfera por meio da transpiração das árvores, aumentando a umidade do ar e alimentando a formação de nuvens. Mas se isso vai resultar ou não no aumento de chuvas sobre ela depende das condições climáticas do local. No caso da Amazônia, a […]

Por Redação Mundo Estranho Atualizado em 4 jul 2018, 20h13 - Publicado em 18 abr 2011, 18h56

Não atrai, mas produz. Fechada ou não, a mata lança vapor d’água na atmosfera por meio da transpiração das árvores, aumentando a umidade do ar e alimentando a formação de nuvens. Mas se isso vai resultar ou não no aumento de chuvas sobre ela depende das condições climáticas do local. No caso da Amazônia, a cobertura vegetal tem um papel importante no regime de chuvas. Estudos preliminares de um programa internacional chamado Experimento Grande Escala da Biosfera-Atmosfera na Amazônia mostraram que o desmatamento de uma área de 2000 km2 provocou uma redução de 10 a 15% na quantidade de chuva. Mesmo assim, não dá para generalizar. Em Campinas, cidade no interior de São Paulo que já foi totalmente coberta pela Mata Atlântica, o regime de chuvas não mudou nada nos últimos 100 anos, apesar do desmatamento total da região.

Uma das explicações para isso é que as chuvas no Sul e no Sudeste do país dependem de fenômenos meteorológicos mais complexos, como o encontro de uma frente fria com uma de ar quente e úmido. Já a Amazônia não sofre tanta influência dessas frentes e a umidade produzida na região fica mais ou menos estacionada sobre ela. Mas é evidente que ainda assim a chuva não cai exatamente no mesmo lugar onde os vapores d’água foram produzidos.

É bom lembrar que as nuvens se movimentam a cerca de 30 km/h.

Publicidade