GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Em cenas com espelhos, como a câmera não aparece refletida?

Há várias técnicas para fazer a câmera "sumir", desde o ângulo da filmagem até paredes falsas no cenário e truques digitais na pós-produção

PERGUNTA Álvaro Huber de Souza, Guabiruba, SC

 (Guilherme Henrique/Mundo Estranho)

QUESTÃO DE PERSPECTIVA
A solução mais simples seria filmar o ator e o espelho de um ângulo menor que 90 graus – ou seja, quase na diagonal em relação ao personagem. Nessa posição, a câmera e a equipe ficam “escondidas” e não aparecem refletidas no quadro.

 

 (Guilherme Henrique/Mundo Estranho)

CENÁRIO MONTADO
Para gravar cenas que se passam em lugares pequenos, como banheiros, a produção cria o ambiente com paredes falsas, que se movimentam. Esse é o truque para ampliar a área do local de filmagem – uma vez que seria necessário um espaço real muito maior para acomodar todo o equipamento.

 

Veja também
  • query_builder
  • query_builder

 

 (Guilherme Henrique/Mundo Estranho)

TELA VERDE
Para dar mas liberdade à fotografia (para movimentos de câmera, gravação de sequências e reflexos), o espelho é substituído pelo chroma key. Nessa técnica é preciso que a iluminação e a posição dos equipamentos sejam marcadas. Assim, os takes podem ser unificados na pós-produção sem alterações, como se tudo fosse uma cena só. Para gravar reflexos, o ator precisa ensaiar bem para repetir exatamente os mesmos gestos na gravação do ângulo inverso.

 

 (Guilherme Henrique/Mundo Estranho)

DO OUTRO LADO

Um recurso menos tecnológico foi usado no filme O Ódio (de 1995). O diretor Mathieu Kassovitz usou dois cenários iguais: um para o “lado de lá” do espelho, com um dublê de costas, e outro para o “lado de cá”, onde acontecia a cena principal.

 

Veja também
  • query_builder
  • query_builder

A MÁGICA DA EDIÇÃO
Dizem que não há nada que a pós-produção não resolva. Se aparecer algum “intruso” ou reflexo indesejado no espelho, especialistas em efeitos visuais conseguem remover o fundo e substituí-lo por outro. Tudo isso pode ser feito em softwares de edição, como o After Effects.

 

CONSULTORIA Renan Ashikawa, compositor de efeitos visuais

FONTES Sites Movies, Cinematography e No Film School

 

Newsletter Conteúdo exclusivo para você