GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Flashback: por dentro do “Pula Pirata”

O brinquedo foi lançado no Japão em 1975 e chegou ao Brasil em 1978

Ilustra dnepwu
Edição Felipe van Deursen

Uma mola guarda todo o segredo da brincadeira

 

pula-pirata

 (Daniel Wu (dnepwu)/)

1. RAIO X DO MARUJO
No brinquedo, são 24 furos em que os jogadores devem enfiar espadinhas de plástico até que o pirata pule. Dois buracos funcionam, aleatoriamente, como gatilho para o barril cuspir o boneco. No lado de dentro, há quatro andares e um cano vertical com todas as engrenagens

2. TUDO SEM SANGUE
Duas alavancas interdependentes, posicionadas a 180º, estão acopladas no cano. Uma opera nos dois andares de cima e a outra nos dois de baixo. Uma mola, presa à base do brinquedo, determina a altura dessas alavancas. Quando as espadas entram pelos furos que estão alinhados com as alavancas, elas liberam a mola, que expulsa o pirata do barril

3. ROLETA-RUSSA
A cada disparo do pirata, o cano gira automaticamente, tanto em sentido horário como anti-horário. Isso comprime a mola, redefine a altura das alavancas e, consequentemente, os furos responsáveis pela ignição. Com o brinquedo reiniciado, cada jogador tem chances iguais de ganhar ou de perder

VEJA TAMBÉM:
+ Os bonecos mais assustadores de todos os tempos 
+ O homem que criou a “maldição do Fofão” 
+ Flashback: 4 brinquedos clássicos do Kinder Ovo 
+ Flashback: Du, Dudu e Edu estavam mortos?

Consultoria Rodrigo Passeira, gerente de produto da Brinquedos Estrela