GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

O que rola na San Diego Comic Con?

De tudo – até quadrinhos!

ILUSTRAS: Val Deir

De tudo – até quadrinhos! Esse tipo de evento se tornou uma meca para várias vertentes da cultura pop. A primeira edição da San Diego Comic-Con, a maior feira desse tipo do mundo,rolou em 1970, no salão de um hotel da cidade, no sul da Califórnia, reunindo 300 colecionadores dispostos a trocar exemplares antigos. Um dos poucos “famosos” era o roteirista Jack Kirby, que criou boa parte dos heróis da Marvel. Em 1979, a feira passou para um centro de convenções. Nos anos 90, estúdios de cinema e TV descobriram o potencial marqueteiro do evento e, a partir daí, a coisa explodiu.

TORCIDA UNIFORMIZADA

torcida uniformizada torcida uniformizada

torcida uniformizada (/)

Todo segmento de mercado, seja automotivo, de noivas ou calçados, tem sua grande feira. Mas nenhuma é tão louca quanto a Comic-Con. Só nela você vê corredores abarrotados de fãs com cosplay (fantasia) de todo tipo de personagem – Transformer, Lanterna Verde, Na’Vi, Pokémon… E olha que entrar lá é bem carinho: para a edição 2016, os ingressos para os quatro dias saem, somados, por US$ 205

Curiosidade: Fãs ardorosos (ou que não conseguiram ingresso) podem entrar de graça se trabalharem como voluntários do evento por três horas diárias

INVASÃO ORIENTAL

invasao oriental invasao oriental

invasao oriental (/)

Teve muita gente que torceu o nariz quando animes e mangás começaram a se espalhar pela Comic-Con, no início dos anos 90. Hoje, eles já são inseparáveis do evento. Além da venda de revistas e dos cosplayers (com fantasias muito mais caprichadas que as dos heróis ocidentais!), são exibidos desenhos inéditos, que depois vão para TV ou Blu-Ray

PARA COLECIONAR

para colecionar para colecionar

para colecionar (/)

Diferentemente dos Comandos em Ação que você destroçava na infância, aqui o negócio é de alto nível. Edições limitadíssimas de esculturas de heróis que custam alguns milhares de dólares dividem espaço com action figures e itens usados em filmes e séries. A Funko, por exemplo, descobriu um novo nicho de mercado lançando modelos exclusivos de sua linha Pop! na San Diego Comic Con e em outras feiras do tipo. Muitas das peças novas estão à venda, mas outras estão apenas em exibição e chegam às lojas só no Natal

MERCADO DE PULGAS

mercado de pulgas mercado de pulgas

mercado de pulgas (/)

Apesar de ter crescido, o evento não perdeu seu espírito inicial: o de unir os fãs das HQs. Nem que seja só para comprar e vender. Além de estandes das grandes redes de lojas dos EUA, há um monte de gente fazendo escambo ou comércio informal. A décima edição de Fantastic Four, lacradinha e certificada por especialistas, pode chegar a mais de US$ 3.300!

Curiosidade: No domingo, último dia do evento, rola a “xepa”: as lojas derrubam os preços para se livrar do estoque. Oba!

DEDOS EM FÚRIA

dedos em fúria dedos em fúria

dedos em fúria (/)

As grandes produtoras de games apostam pesado na Comic Con para sentir a reação do público e iniciar o burburinho em torno de futuros lançamentos. Em 2016, possa esperar por novidades de Final Fantasy XV, Gears of War 4, Pokémon Sun And Moon e muitos outros

Curiosidade: Um fenômeno recente são os torneios de game. Em 2010, quem jogava Marvel Vs. Capcom 3 levava o making of do jogo

INVESTIMENTO NERD

investimento nerd investimento nerd

investimento nerd (/)

Um brindezinho aparentemente bobo pode ser uma mina de ouro depois de um tempo. Muita gente guarda o que ganha na Comic Con para esperar o mimo valorizar. Depois, é só vender em leilões online. Um pôster desenhado por Jack Kirby na convenção de 1973 hoje vale US$ 12 mil! E um cartaz assinado pelo elenco de The Big Bang Theory chega a US$ 225

OI! EU SOU SEU FÃ!

oi eu sou fã oi eu sou fã

oi eu sou fã (/)

Em eventos como este, você pode chegar pertinho dos ídolos. Na Comic Con, eles ficam na Alameda dos Artistas, prontos para dar autógrafos, posar para fotos ou dar dicas aos futuros colegas (quem já esteve na convenção brasileira CCXP sabe que também temos esse setor por aqui). Há roteiristas, desenhistas, editores e muito mais

ISSO É QUE É TRAILER

isso que é trailer isso que é trailer

isso que é trailer (/)

As mesas-redondas sobre futuros blockbusters, com presença dos astros e previews exclusivos, costumam ser as mais disputadas. Foi uma dessas, em 2007, que colocou o então desacreditado Homem de Ferro no radar do público e de Hollywood. Em 2016, podemos esperar prévias de Star Trek Beyond, Inferno, Star Wars: Rogue One, Doutor Estranho e outros blockbusters

E O EISNER VAI PARA…

eisner vai para eisner vai para

eisner vai para (/)

O Prêmio Eisner, considerado o Oscar do quadrinhos, é anunciado durante a Comic Con (e faz o preço de revenda das revistas laureadas disparar…). Um júri de grandes nomes da indústria define os vencedores em 48 categorias. Confira no site oficial todos os indicados

EM BREVE, NA TELINHA

em breve na telinha em breve na telinha

em breve na telinha (/)

A indústria cinematográfica veio, a TV veio junto. Paineis são feitos apresentando os seriados que vão estrear e criando hype para os que já existem. As mesas-redondas sobre séries até criaram uma divisão no público: quem quer ver o criador de Adventure Time não tem nada a ver com fãs de shows como The Walking Dead

PONTAPÉ PROFISSIONAL

ponta pé profissional ponta pé profissional

ponta pé profissional (/)

A convenção também é a chance de novos artistas fazerem contatos com as grandes editoras do mercado. Uma opção é a abordagem direta, mas nem sempre os profissionais circulando pelos corredores estão dispostos a atender novatos. Outra mais segura são as clínicas de avaliação de portfólio em estandes de editoras menores. Mas as filas são quilométricas

FONTES Gustavo Miller, repórter de cultura do portal G1, Comic-Con e sites Gust, eBay, Ain’t It Cool News, Cosplay e Destructoid