GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

O que são missas negras?

Os procedimentos do ritual criado por Anton LaVey incluem louvor a demônios e são realizados por um sacerdote excomungado

São rituais que imitam as celebrações católicas, mas a louvação é para Satanás. Desde o século 3 existem grupos que realizam versões distorcidas da missa cristã. Na Idade Média, os acusados eram judeus ou mulheres que supostamente praticavam a bruxaria. Em 1966, o líder da Igreja de Satã, Anton LaVey, reorganizou o ritual que inverte os preceitos cristãos. Desde então, diferentes satanistas adotaram a prática.

MISSA CRISTÃ

Primeiro, apresentamos o ritual tradicional. Mais abaixo, você tem a comparação com a missa negra

 (Doug firmino/Mundo Estranho)

ALTAR DO SACRIFÍCIO
O altar é feito de pedra para simbolizar o sacrifício de Jesus para salvar a humanidade – e faz referência às histórias de sacrifícios de animais do Antigo Testamento. Sobre o altar fica um cálice que será usado para colocar o vinho

HOMENAGEADOS
Na Igreja, é comum encontrar vitrais com a Via Crucis (nome dado à trajetória de Jesus – de sua condenação à sua morte na cruz). Também há detalhes da vida dos santos e de Nossa Senhora, que servem de exemplo para os fiéis

DECORAÇÃO SACRA
Obras de arte (quadros, esculturas e vitrais) podem ser espalhadas pelas paredes para lembrar os momentos da vida de Jesus e dos santos da Igreja. Toalhas brancas decoradas cobrem o altar e o púlpito. A iluminação deve ser clara

MISSÃO DOS FIÉIS
As missas católicas são realizadas durante o dia ou no começo da noite. Os católicos são orientados a frequentar as celebrações, ao menos, uma vez por semana (de preferência, aos domingos). Também é recomendado ser batizado, fazer a primeira eucaristia e se confessar uma vez ao ano

ESPAÇO SANTO
Todo templo católico precisa cumprir alguns pré-requisitos: um altar, um santuário fechado à chave (sempre iluminado por uma lâmpada pequena) onde são guardadas as hóstias e um crucifixo colocado em local de destaque

ORAÇÕES
Até a década de 1960, as missas eram rezadas em latim. Em 2007, o papa Bento XVI liberou a prática novamente. Em qualquer idioma, as orações seguem um formato que organiza a liturgia em quatro etapas – ritos iniciais, liturgia da palavra, liturgia eucarística e ritos finais

VINHO
A bebida também é consagrada e simboliza o sangue de Jesus. Costuma ser servida em celebrações especiais e pode ser substituída por suco de uva para evitar que padres que rezam várias missas por dia consumam muito álcool

TRAJES
Todos precisam se vestir sem mostrar demais o corpo. Em locais mais tradicionais, as mulheres ainda são orientadas a cobrir a cabeça com um lenço em sinal de respeito. Chinelos, bermudas, roupas escuras ou de cores berrantes não são recomendados

CÂNTICOS
Cada fase da missa tem cantos específicos, selecionados cuidadosamente pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Inovações no repertório e mudanças nas letras ou no estilo musical são proibidas

Veja também

A HÓSTIA
O ponto alto da missa é a consagração da hóstia: a transformação do pedaço finíssimo de pão no corpo de Cristo, que é entregue aos fiéis. Neste momento, segundo a fé católica, eles entram em contato direto com o filho de Deus

ASSISTENTES
São os diáconos (leigos com preparo para substituir o padre), coroinhas (jovens auxiliares) e lideranças, organizadas em equipes que cuidam da limpeza da igreja, da decoração, dos cantos e das leituras dos trechos da Bíblia

CELEBRANTES
Os padres conduzem a celebração. Na falta deles, os diáconos (leigos consagrados) podem assumir o posto, mas não têm permissão para abençoar a hóstia – e por isso usam as que já estão consagradas

Missa negra

Os rituais imitam as missas católicas nos menores detalhes

 (Doug firmino/Mundo Estranho)

ALTAR MALIGNO
Também de pedra, de preferência escura. A cerimônia simula a morte de Jesus, mas sem ressurreição: ele é derrotado e aprisionado por demônios e forças do inferno que, na crença dos satanistas, ainda vão superar o Criador. O cálice é dourado e tem símbolos satânicos

HOMENAGEADOS
Além de ofender os santos do catolicismo, o templo é dedicado a alguns demônios, que são retratados em pinturas e esculturas. A tríade satânica formada por Lúcifer, Belzebu e Astaroth é a mais homenageada. Os celebrantes usam a Bíblia Satânica, de Anton LaVey. É de lá que saem as orações e os trechos usados nas celebrações

DECORAÇÃO INVERSA
Exibem peles e cabeças de animais mortos, velas negras e lâmpadas escuras. As janelas estreitas são cobertas e as toalhas devem ser da cor preta. Na parede, pentagramas e imagens apócrifas mostram, por exemplo, algum santo em relação sexual com outro homem

ADORADORES
São seguidores de demônios. É raro encontrar ateus, já que os participantes devem acreditar em algum tipo de força sobrenatural – no caso, as forças mais malignas, capazes de dar apelo sexual, dinheiro ou poder

ESPAÇO PROFANO
As missas negras começam à meia-noite. O ideal é que seja uma capela católica abandonada. O crucifixo é colocado de cabeça para baixo e as hóstias podem ficar em um local escuro. Já o altar, que simboliza os sacrifícios, também deve ser o centro de tudo

ORAÇÕES
No início do ritual, o sacerdote usa uma adaga para clamar por Lúcifer, Astaroth, Belzebu e Lilith. Os satanistas louvam os demônios com frases em latim. O ritual é cheio de frases como “Ave, Satanus” (“Ave, Satanás)

ASSISTENTES
São lideranças da comunidade de fiéis e cuidam da decoração do templo e dos detalhes, como as músicas e os textos satânicos. Recém-chegados ao grupo participam cantando e rezando, mas demoram para começar a participar das atividades de maior responsabilidade

CELEBRANTES
É obrigatória a presença de um sacerdote que tenha sido excomungado ou tenha rompido com a Igreja. Ele teria o conhecimento para conduzir uma versão invertida. Na falta de padres renegados, gurus satanistas conduzem a cerimônia

VINHO
É contaminado por elementos que remetem à escuridão e ao inferno, como urina, sangue ou esperma humano (muitas vezes coletados durante a cerimônia!). Também é consagrado às avessas e, depois, servido aos fiéis. Quanto mais alcoólica a bebida, melhor

TRAJES
Roupas escuras ou sem roupa alguma: é comum que os sacerdotes sejam acompanhados de mulheres nuas, ainda que eles mesmos usem batas pretas e vermelhas. Camisetas de bandas, decotes, vestidos justos: tudo é permitido, mas é preferível que a assistência tire os sapatos e vista manto escuro com capuz

CÂNTICOS
Black metal, death metal… As variações de rock pesado são bem-vindas. No repertório, bandas como Cannibal Corpse, God Macabre e Gorgoroth. As orações, em latim, também podem ser acompanhadas por fundo musical denso

HÓSTIA
A receita da hóstia original é adulterada e inclui urina ou sangue (este último é tirado das assistentes, que ficam nuas no altar. Elas recebem pequenos cortes e não são sacrificadas). O pão precisa ser consagrado pelo padre renegado para aprisionar a santidade de Deus. Em alguns casos, são servidas fatias de maçã, o suposto fruto proibido que a serpente convenceu Adão e Eva a comer. Na França do século 17, a missa negra deveria ser concluída com uma orgia entre todos os participantes, incluindo o sacerdote

CONSULTORIA John Saliba, professor de estudos religiosos da Universidade de Detroit / FONTES Livros The Satanic Rituals, de Anton LaVey e Missa Niger: La Messe Noire, de Aubrey Melech