GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

O que se estuda em demonologia?

Cada religião tem uma visão e uma interpretação sobre o que são demônios - o demonologista é um estudioso que analisa tudo isso

CIÊNCIA COMPLEXA
A palavra “demônio” vem do grego e fazia referência a um poder contido em almas boas e más. A demonologia se dedica a pesquisar as características dos diferentes demônios, de acordo com a crença de cada religião. O estudo analisa os relatos sobre seres maléficos ao longo da história e faz comparativos entre os espíritos – por exemplo, muitos demônios judaicos foram inspirados em seres da Babilônia

INFLUÊNCIA GREGA
A Bíblia não explica quem são e como se organizam os demônios. Para entender melhor quem são os maiores inimigos de Deus, teólogos estudam os seres do mal desde a origem do cristianismo. Por volta do século 4, decidiram que Satanás se parece com o deus grego Pã, com chifres, rabo e pele vermelha

MULTIDÃO DO MAL
O Alcorão cita os espíritos demoníacos com frequência. São os jinn, seres que fazem parte da crença dos moradores da Península Arábica desde 1000 a.C. Para o islamismo, o chefe de todos é Iblis, o equivalente de Satanás. Os teólogos muçulmanos dizem que os jinn foram adaptados da crença judaica de que Lúcifer teria arrastado consigo um terço dos anjos

PARA TODOS OS GOSTOS
O hinduísmo acredita na existência de espíritos em diferentes estágios de desenvolvimento. Vários deles são tão maldosos e manipuladores que só podem ser classificados como demônios. É o caso dos “pisacas”, seres de pele escura, olhos vermelhos e que se alimentam de carne humana. E dos “buta”, espíritos perdidos, que vagam pela noite confundindo os viajantes

Veja também

INFERNO ORIENTAL
Os estudiosos das religiões da Ásia identificam uma versão budista (e hinduísta) para o inferno. É Naraka, um espaço subterrâneo organizado em 28 setores – todos dedicados a maltratar as almas menos evoluídas, que aprenderiam pela dor antes de reencarnar. Ali todos seriam espancados e queimados

HEL ORIGINAL
Não é por acaso que “inferno”, em inglês, é “hell”. A mitologia nórdica afirma que existem nove mundos, e um deles é o temido “Hel”. Chefiado pela deusa Hela, filha de Loki, é a casa de uma série de demônios, como os “heljar-hrafnar”, especializados em comer olhos, os “dolgar”, tipos de mortos-vivos famintos, e o dragão “Vanar-Drekar”, cujo balançar de asas faz a terra tremer

ESTUDIOSOS
Para se tornar um demonologista, não é preciso necessariamente ser um sacerdote da religião que se pratica. Mas é importante estudar teologia e fazer uma especialização – no caso do cristianismo, existem, na Europa e nos Estados Unidos, universidades que oferecem mestrado, doutorado e até mesmo Ph.D. em demonologia. O Vaticano oferece cursos para demonologistas e para exorcistas

O que são Demônios

Como o cristianismo descreve os seres das trevas

  • Alguns são imortais, como Belzebu, Lilith e Naamah. Outros, mais frágeis, podem ser destruídos por anjos (mas não por humanos)
  • Não podem voltar a ser anjos: os que já foram uma vez, mas se rebelaram contra Deus e continuarão presos a esta condição até o Juízo Final
  • Desde que Lúcifer perdeu a batalha contra Deus e foi exilado no inferno, nunca mais foram formados novos demônios
  • Anjos não têm sexo. Demônios também não, mas parecem ter: para causar confusão, eles podem aparecer como homens e mulheres extremamente sensuais
  • Anjos e demônios não podem procriar. Mas demônios podem fazer sexo, desde que incorporados no corpo de humanos (ou de animais!)
  • Pessoas comuns não podem virar demônios, por mais cruéis, egoístas e arrogantes que sejam. E demônios não podem virar pessoas comuns
  • Demônios são seres inteligentes, com personalidade própria. Podem trair e enganar a todos, inclusive outros demônios (menos o chefe, Lúcifer)