GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Para que servem os sanguessugas?

Sanguessuga Sanguessuga

Sanguessuga (/)

Durante milênios, um dos principais remédios usados no mundo foi um verme capaz de chupar o sangue das pessoas. Loucura? Pode até ser, mas, após cair no ostracismo no século 20, a sanguessuga, acreditem ou não, tem sido “receitada” novamente por vários médicos. Esse estranho parasita, encontrado na água doce e que se assemelha a uma lesma bem escura, começou a ser usado na Índia há cerca de 2 500 anos. Não tardou para ele fazer sucesso também na Grécia antiga e se difundir por todo o Ocidente. Acreditava-se então que as doenças, de uma dor de cabeça à hemorróida, eram causadas por problemas na concentração do sangue, o que poderia ser resolvido com uma simples sangria. Como a especialidade desse verme é justamente chupar o sangue de seus hospedeiros sem causar desconforto, o tratamento se tornou popular. Tal crença atravessou a Idade Média e chegou ao século 19, época em que os hospitais de Paris usavam até 6 milhões de sanguessugas para retirar 300 mil litros de sangue por ano dos pacientes!

Em meados do século 20, as sangrias foram abandonadas pela falta de comprovação de sua eficácia. Nos últimos cinco anos, entretanto, as sanguessugas voltaram à cena nos Estados Unidos e na Europa, revelando-se úteis no pós-operatório de pacientes que tiveram membros reimplantados. É que elas ajudam a restabelecer a circulação sanguínea entre os tecidos reconstituídos, pois, ao chupar o sangue, incentivam a formação de novas veias – que são difíceis de se reconectar nas cirurgias por serem finas.

A técnica não chegou ao Brasil pois a espécie européia do animal, Hirudo medicinalis, não é encontrada aqui. “As espécies brasileiras não se alimentam fora da água, por isso não servem para o uso cirúrgico”, diz a bióloga Fernanda Faria, do Instituto Butantan, em São Paulo. Mas nos Estados Unidos o sucesso é tanto que já está sendo testada até uma máquina que substitui o verme. Afinal, muitos pacientes não gostam de ver, em pleno século 21, um médico tirar de um aquário meia dúzia de sanguessugas para usar no pós-operatório.

Parasita eficiente A sanguessuga é uma perfeita máquina de chupar sangue

1. A sanguessuga possui ventosas nas duas extremidades do corpo que lhe permitem ficar grudada na sua vítima. Com seus dentes afiados, ela dá uma mordida que é totalmente indolor, pois vem acompanhada de um anestésico natural

2. Na pele da pessoa, fica a marca da incisão feita pela sanguessuga. A saliva dela tem substâncias anticoagulantes que impedem a cicatrização e fazem o sangue da vítima fluir livremente. O verme pode sugar o equivalente a dez vezes seu peso corporal (ou 150 mililitros de sangue), aumentando muito de comprimento para receber todo esse alimento

Leia também:

– O que é bioterapia?

– O que é urinoterapia?