Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Por que os cães enterram seus ossos?

É um comportamento que eles parecem ter herdado de seus ancestrais, os lobos – que, por uma questão de sobrevivência, enterravam o que sobrava das presas abatidas como prevenção contra a escassez de caça. Essa estratégia, no entanto, está se tornando cada vez mais rara, segundo a veterinária Hanne Lore Fuchs, presidente da Associação Brasileira […]

Por Redação Mundo Estranho Atualizado em 4 jul 2018, 20h21 - Publicado em 18 abr 2011, 18h59

É um comportamento que eles parecem ter herdado de seus ancestrais, os lobos – que, por uma questão de sobrevivência, enterravam o que sobrava das presas abatidas como prevenção contra a escassez de caça. Essa estratégia, no entanto, está se tornando cada vez mais rara, segundo a veterinária Hanne Lore Fuchs, presidente da Associação Brasileira de Zooterapia, em São Paulo. “O osso já não faz parte da alimentação dos cães, que geralmente comem apenas ração. Além disso, os ossos artificiais, produzidos com couro trançado, não resistem muito tempo debaixo da terra, enquanto o osso natural não é aconselhável, pois pode machucar a garganta”, diz Hanne. Apesar disso, alguns cães ainda podem ser observados enterrando objetos – o que demonstra que se trata de um comportamento herdado geneticamente, que já não traz mais nenhuma vantagem para um animal doméstico.

Publicidade