Clique e assine a partir de 8,90/mês

Quantos pênis são amputados por ano no Brasil?

Para essa pergunta, não existe resposta que fique inteira.

Por Yuri Vasconcelos - Atualizado em 7 Maio 2019, 19h03 - Publicado em 28 out 2010, 18h36

A resposta dada costuma ser de mil. Ela tem base em um relatório da Sociedade Brasileira de Urologia.

Os dados, porém, tem duas limitações importantes. Primeiro, eles são antigos, baseados em informações coletadas pelo SUS há mais de 10 anos. Em segundo lugar, o relatório considera apenas os casos de amputação motivados por câncer de pênis.

A doença responde por 2% dos tumores malignos em homens no país e costuma atingir os que têm mais de 40 anos, são de baixa renda e não passaram por circuncisão. O primeiro sintoma da doença são feridas no pênis que custam a cicatrizar (ai!).

Falta de higiene no órgão genital, doenças sexualmente transmissíveis, como o HPV, e fimose, que é a dificuldade de expor a “cabeça” do pênis porque o prepúcio (a pele que a recobre) tem um anel muito estreito, são os principais fatores que predispõem ao mal – a causa exata do tumor ainda é desconhecida. De acordo com a SBU, as Regiões Norte e Nordeste concentram mais de 50% das vítimas.

Continua após a publicidade
Publicidade