Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Que espécies humanas conviveram na pré-história?

Por Fernando Tió Neto Atualizado em 4 jul 2018, 20h28 - Publicado em 18 abr 2011, 18h48

O ser humano por definição – ou seja, o Homo sapiens, a espécie de que fazemos parte – apareceu há cerca de 200 mil anos. Na pré-história, ele conviveu por um bom tempo com duas espécies consideradas “humanas não-modernas”. A primeira era o Homo neanderthalensis, ou simplesmente homem de neandertal, surgido cerca de 230 mil anos atrás e desaparecido há 28 mil anos. A segunda espécie que conviveu com o sapiens, o Homo erectus, era ainda mais primitiva: ela apareceu há 1,8 milhão de anos e sumiu há cerca de 30 mil anos. Os cientistas acreditam que tanto o sapiens quanto o neandertal sejam descendentes do Homo erectus. O grande mistério é saber por que o neandertal e o Homo erectus foram extintos, mas o sapiens continua firme e forte até hoje. Os antropólogos têm pistas para matar a charada. “O marco principal foi a revolução criativa ocorrida há 45 mil anos. A partir daí, o Homo sapiens começou a trabalhar melhor com objetos, construindo novas armas e ferramentas, criando formas rudimentares de arte e, principalmente, desenvolvendo uma linguagem”, diz o especialista em antropologia biológica Walter Alves Neves, da Universidade de São Paulo (USP). No infográfico ao lado, a gente volta 45 mil anos no tempo e imagina um duelo entre o sapiens e o neandertal. Compare as espécies e veja por que só uma sobreviveu para contar história.

Uga uga fighting
Sapiens era mais frágil que o neandertal, mas ganhava a briga com suas invenções

SAPIENS

Cérebro – O volume craniano de 1 330 cm3 indica um cérebro equivalente ao nosso. Isso possibilitou que o sapiens desenvolvesse a fala e um sistema de comunicação eficiente

Armas – Além de pedras, o sapiens usava ossos para fabricar armas mais afiadas e precisas. Seu arsenal incluía lanças compridas, que o neandertal não tinha

Corpo – O sapiens pré-histórico era fisionomicamente bem parecido com a gente. Medindo cerca de 1,70 metro e pesando 70 quilos, ele era mais esguio e ágil que o neandertal

Roupas – Há indícios de que o sapiens tenha criado as primeiras agulhas, essenciais para confeccionar roupas resistentes para encarar o frio

Trabalho – Os homens caçavam, e as mulheres cuidavam de pequenas plantações e faziam artesanato. Elas saíam pouco e podiam proteger as crianças

Sociedade – O sapiens vivia em grupos grandes, com centenas de pessoas, o que ajudava na defesa das aldeias e elevava a sobrevivência nas migrações

Continua após a publicidade

Alimentação – O sapiens tinha um cardápio balanceado: ele não era tão dependente da carne, pois também comia vegetais, aprendendo a encontrar cada planta e a melhor época para a coleta

NEANDERTAL

Cérebro – Era praticamente do mesmo tamanho que o do sapiens. Mas os antropólogos acreditam que as áreas da fala não eram tão desenvolvidas quanto as nossas

Armas – Os neandertais também tinham machadinhas, facas e lanças. Mas como as pontas eram de pedra, elas não eram tão fáceis de construir quanto as armas de ossos do sapiens

Corpo – Medindo cerca de 1,60 metro, o neandertal era mais baixo e mais robusto que o sapiens. Os braços eram mais longos, os dentes maiores e as pernas podiam ser duas vezes mais grossas

Roupas – Feitas de peles de animais, não eram tão resistentes quanto as dos sapiens. Mas o corpo robusto do neandertal dava proteção extra contra o frio

Trabalho – Não tinha divisão bem definida. Homens e mulheres iam caçar, deixando os filhos desprotegidos. Uma em cada quatro crianças morria antes de atingir a idade adulta

Sociedade – Um grupo de neandertais tinha de 8 a 25 pessoas e era mais vulnerável a ataques externos. Para piorar, a comunicação por meio de grunhidos era pouco eficiente

Alimentação – A carne representava 85% do menu do neandertal. Sua tática de caça era primitiva e se baseava no corpo-a-corpo com os bichos, dificultando a captura das presas

Continua após a publicidade
Publicidade