GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Choque contra a epilepsia

Estímulo elétricos nos chamados nervos vagos, que ficam na altura dos pescoço, podem reduzir a frequência dos ataques epiléticos. Uma pesquisa realizada no Centro Médico dos Veteranos, em Gainsville, Estados Unidos, acompanhou 32 epiléticos que usaram, durante dezoito meses, um pequeno gerador implantado sob a pele, capaz de produzir uma suave corrente elétrica nos nervos. Depois de um ano, a frequência média dos ataques diminuiu 36% e, no fim do período estipulado de dezoito meses, havia descido para 47%. Alguns pacientes reclamaram, por causa do formigamento ao redor dos eletrodos e de uma eventual dor de garganta. Em compensação, muita vezes, os epiléticos conseguiram prevenir ataques, acionando o gerador com um ímã, quando apareciam os primeiros sintomas de convulsões, como a percepção de odores estranhos e zumbidos.