GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Conheça o relógio que detecta convulsões graves em pessoas com epilepsia

O gadget, já aprovado nos EUA, identifica crises epiléticas antes mesmo de elas acontecerem

Cuidar da saúde com tecnologias que estão no celular ou em um relógio é um dos grandes avanços recentes da medicina. Novas formas de fazer exames, detectar e tratar doenças, antes vistas apenas como sci-fi, hoje são reais: já é possível fazer medição de glicose, eletrocardiograma e até ultrassom da sua casa.

E uma novidade promete mudar a vida de pessoas (inclusive crianças) que sofrem com epilepsia: um smartwatch prevê o momento em que uma convulsão vai ocorrer. Um dos aspectos mais estressantes (e perigosos) da doença é não saber quando virá uma crise. E, sendo um perigo iminente, acaba limitando bastante a vida do paciente – que, muitas vezes, não pode nem tomar banho sozinho ou dormir sem a supervisão de um adulto, no caso dos baixinhos.

 

Mas, graças ao Embrace, essa realidade pode estar com os dias contados. O relógio – desenvolvido pela empresa americana Empatica – detecta movimentos e impulsos elétricos na pele associados às convulsões. Ao identificar esses sinais, o gadget envia um alerta para o celular de um cuidador cadastrado, junto com dados do GPS do paciente para que ele seja facilmente encontrado.

O smartwatch também armazena informações do usuário e analisa os padrões de sono e atividade física – o que pode ajudar os médicos a entender melhor quando e por que uma convulsão acontece.

Até já existem no mercado aparelhos que detectam esses ataques, mas eles requerem cirurgia para ser implantados (no tórax ou até mesmo no cérebro). E, quando se trata de crianças, métodos invasivos não são os mais indicados. Outra opção é usar cães treinados para alertar os cuidadores quando ocorre uma convulsão. Mas isso não resolve totalmente a falta de independência.

O Embrace, por sua vez, tem a aparência de um smartwatch comum e é indicado para adultos e crianças com mais 6 anos de idade. A bateria dura cerca de 48 horas e leva 30 minutos para carregar. O relógio custa US$ 250, mas também mas também há uma taxa de assinatura mensal de US $10. Para comprá-lo, é necessário uma receita médica (o que complica um pouco para os brasileiros, que precisam validar a prescrição).

O gadget é o primeiro da categoria a ser aprovado pela Food and Drug Administration (FDA), agência americana que regula medicamentos. Atualmente, o Embrace detecta apenas as convulsões mais graves, mas os cientistas estão trabalhando em um algoritmo para identificar ataques mais sutis também. Os 50 milhões de epiléticos do mundo agradecem.