Assine SUPER por R$2,00/semana
Continua após publicidade

É proibido misturar fermentados com destilados

Por Da Redação Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 31 out 2016, 19h07 - Publicado em 18 mar 2011, 22h00

Se você consegue encarar uma caipicerva (aquele drinque de cerveja com pinga), pode festejar: não tem o menor problema juntar uísque, cerveja, vinho e vodca. Não é a mistureba que influencia o tamanho do porre, e sim o teor alcoólico das bebidas (não importa se destiladas ou fermentadas) e o número de copos que você emborca. O excesso de álcool que não consegue ser metabolizado pelo fígado é o que causa a intoxicação alcoólica.

Dor de cabeça, mal-estar generalizado, vontade de morrer… O pesadelo do dia seguinte à farra é consequência da queda do nível de glicose no sangue (hipoglicemia). “A glicose é o combustível do cérebro. Quando está em falta, o desempenho das funções cerebrais fica prejudicado”, explica Daniel Magnoni, cardiologista do Hospital do Coração (HCor). Como o fígado, que armazena e distribui a glicose, se sobrecarrega ao metabolizar o álcool, a distribuição do nutriente falha. Como o álcool é diurético, o mal-estar também é consequência da desidratação e da perda de eletrólitos (sais minerais) pela urina. Por isso, se você está disposto a encher a cara, o melhor a fazer é se prevenir ingerindo bastante líquido. “Um truque para não desidratar é intercalar vários copos d’água entre os drinques ao longo da noite”, ensina Magnoni.

Outra medida preventiva é suprir o corpo com uma boa dose de carboidratos (que vão elevar o nível de glicose e dar energia) logo depois de beber. Ao chegar em casa, faça um lanche, de preferência usando pães integrais, que possuem carboidratos complexos, absorvidos mais lentamente do que os simples. Um bom suco de frutas também ajuda: o líquido vai combater a hipoglicemia, fornecendo uma boa quantidade de frutose, o açúcar da fruta. E adeus, ressaca!

Mais do que a mistura, o que pesa é o teor alcoólico das bebidas e o número de copos que você bebe.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A ciência está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por SUPER.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.