Clique e assine a partir de 8,90/mês

Brasil tem menos leitos do que países que já colapsaram diante da Covid-19

Espanha e Itália, recordistas de mortes pelo novo coronavírus, têm perto de 3 vagas de hospital para cada mil pessoas. O Brasil, só 1,95.

Por Rafael Battaglia, Alexandre Versignassi, jukrauss - Atualizado em 30 mar 2020, 16h37 - Publicado em 20 mar 2020, 17h10

A Organização Mundial da Saúde (OMS) não estabelece qual seria a proporção ideal de vagas hospitalares. A média no planeta, de qualquer forma, é de 3,2 leitos para cada mil habitantes (contando UTIs e instalações normais). 

3,2, aliás, é justamente a densidade de leitos na Itália para cada mil pessoas, contra 1,95 no Brasil. Eles têm 60% mais leitos do que o Brasil em relação ao número de habitantes, e ainda assim sistema de saúde italiano entrou em colapso após a ascensão brutal da Covid-19. O Japão, campeão mundial, conta com seis vezes mais do que a gente.

O número do Brasil, vale dizer, diminuiu 12,6% em dez anos. Caiu de 2,23, em 2010, para 1,95 em 2019.

Essa proporção deve aumentar sensivelmente em 2020, seja aqui,seja no restante do mundo. Veja os números mais recentes no gráfico abaixo (você pode clicar na imagem para ampliá-la):

Continua após a publicidade
Juliana Krauss/Superinteressante

Fontes: Relatório Cenário dos Hospitais no Brasil – 2019 – da Federação Brasileira de Hospitais (FBH) e Confederação Nacional de Saúde (CNS) – e OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

Publicidade