Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Haverá vacina contra a aids?

A inabilidade para responder questões científicas fundamentais ainda é a principal causa de não termos alcançado essa vacina. Para superar esses obstáculos, será preciso renovar todo o foco da pesquisa.

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h32 - Publicado em 30 nov 2007, 22h00

Texto Rodrigo Cavalcante

“Diversas linhas de trabalho indicam que o desenvolvimento de uma vacina efetiva para o HIV é, na melhor das hipóteses, extremamente difícil. A inabilidade para responder questões científicas fundamentais ainda é a principal causa de não termos alcançado essa vacina. Para superar esses obstáculos, será preciso renovar todo o foco da pesquisa.”

Ronald Desrosiers, especialista em microbiologia da escola médica de Harvard.

“Apesar de os pesquisadores terem isolado o vírus e analisado em detalhes a maneira como ele destrói o sistema imunológico, eles não sabem como fazer com que essas defesas possam evitar a infecção. O que significa, como já disse há mais de uma década um pesquisador sobre aids, que trabalhar nessa área é como voar sem bússola.”

Jon Cohen, jornalista da revista científica americana Science especializado na busca de curas contra a Aids.

“Vamos hoje fixar uma nova meta para a ciência na era da biologia. Vamos nos comprometer a desenvolver uma vacina contra a aids nos próximos 10 anos. Se a América se comprometer a encontrar uma vacina contra aids e convocar outros para a causa, nós vamos alcançá-la.”

Bill Clinton, então presidente dos EUA, anunciando em 1997 um programa nacional para a descoberta de uma vacina contra Aids até 2007.

Continua após a publicidade

Publicidade