GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

No cérebro, as divisões da gramática

Pesquisadores da Universidade de Londres, liderados por William Marslen-Wilson, fizeram testes com vítimas de lesão cerebral. E viram que, dependendo da região do cérebro atingida, eles tinham maior ou menor dificuldade para conjugar verbos regulares ou irregulares. Só para lembrar: verbos regulares são aqueles cuja conjugação segue um padrão, como comer e correr. E irregulares são aqueles que escapam desse padrão, como o verbo querer. “Concluímos que as funções mentais ligadas à linguagem são realizadas por vários subsistemas, localizados em diferentes áreas do cérebro”, explicou à SUPER Marslen-Wilson (veja o infográfico abaixo). “Mesmo indo contra a minha convicção de que as funções mentais não acontecem exclusivamente em compartimentos isolados, admito que a pesquisa dos ingleses é séria, e os resultados, muito importantes”, comentou Henrique Schützer Del Nero, da Universidade de São Paulo, especialista em ciência cognitiva e autor do livro O Sítio da Mente.