GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Nutrição – Prato feito

Encher nossas cinturas de pneus é pouco. Há quem diga que comida determina até o sonho da madrugada e causa alucinação

Queijo chapado
Já era sabido que o triptofano – aminoácido presente no queijo – é utilizado pelo cérebro para produzir o neurotransmissor serotonina (sensação de prazer é com ele mesmo). Mas o Conselho Britânico do Queijo decidiu testar diferentes tipos de queijo em 200 pessoas antes de dormir para ver qual seu impacto no sono. Os voluntários comeram 20 gramas de queijo meia hora antes de dormir durante uma semana e anotaram os sonhos que tiveram em um diário. Veja que doideira:

Cheddar
Rendeu sonhos com celebridades, como Johnny Depp, em dois terços dos casos.

Gorgonzola
Causou sonhos malucos e vívidos, como ser um crocodilo vegetariano que ficava triste porque não podia comer crianças.

Red Leicester
Muita gente teve sonhos nostálgicos com a presença de amigos da infância.

Barato de café
Cafeína em excesso pode ser alucinógena, concluíram pesquisadores da Universidade de Durham, Reino Unido, após analisar questionários de 219 pessoas. Quem toma mais de 7 xícaras de café por dia tem 3 vezes mais chance de ouvir vozes do além do que alguém que toma menos de uma xícara. Essas alucinações seriam causadas pelo aumento do cortisol – o hormônio do estresse, cujo nível é alterado pelo excesso de cafeína.

Beijo na boca é coisa do passado
Pesquisadores do instituto Mind Lab International descobriram que chocolate é melhor do que beijo na boca. Eles monitoraram os batimentos cardíacos e a atividade cerebral de casais de 20 e poucos anos enquanto comiam chocolate e se beijavam. Por causa da feniletilamina e da cafeína presentes no chocolate, seus batimentos subiram de 60 para 140 por minuto, e todas as regiões do cérebro foram estimuladas de forma bem mais intensa do que durante o beijo – na mulher e no homem.

Limão na veia
Depois de “ver” que uma limonada resolveu sua dor no peito, o excêntrico norteamericano Carl Hanson decidiu patenteá-la. O registro, de número 6.457.474, emitido em 2002, ainda cobre a “limonada intravenosa” e sua receita: abra a lata do suco concentrado, vire o conteúdo num jarro, adicione água, misture. Coragem de injetar o suco que é bom ele não teve…