Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

“Vacina na Covid vai dizimar os tubarões.” Não é bem assim…

Notícia que circulou pela internet dizia que esses animais seriam sacrificados para extrair o esqualeno, substância usada na vacina

Por Bruno Garattoni 20 Maio 2021, 16h22

O que a notícia dizia

A produção de vacinas contra o coronavírus exigirá que 500 mil tubarões (que estão ameaçados de extinção) sejam sacrificados.    É que as vacinas contra o Sars-CoV-2 são feitas com esqualeno, uma substância extraída do fígado de tubarões (cada dose contém 10 miligramas de esqualeno).

Qual é a verdade

Várias vacinas, não só as da Covid, contêm esqualeno, que é usado como adjuvante: uma substância que aumenta a resposta imunológica do organismo ao antígeno em si (fragmentos de vírus). Mas ele pode ser sintetizado em laboratório, ou extraído de plantas. E mesmo se 500 mil tubarões tivessem de ser mortos, esse número é irrelevante se comparado ao ritmo atual – a cada ano, os humanos caçam mais de 60 milhões desses animais. 

Continua após a publicidade
Publicidade