GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Cingapura-Nova York: como é viajar no voo mais longo do mundo

A linha será inaugurada na próxima quinta (11). Serão 19 horas de voo com cardápio gourmet, serviço de spa e nenhum assento para a classe econômica

Andar de avião já é um desafio. Horas de fila, banheiros apertados, cadeiras desconfortáveis, comida sem graça… Imagine, então, como é a linha Singapura-Nova York, que começa a funcionar na próxima quinta (11).

Com 16,7 mil km de extensão e 19 horas de voo, a linha, que será operada pela Singapore Airlines, ocupará o posto de mais longa do mundo. Antes, quem detinha o título era a conexão Doha (Catar)-Auckland (Nova Zelândia), que a Qatar Airways inaugurou no ano passado e que dura pouco mais de 17 horas.

Levantando voo

A equipe responsável pelo voo fez uma parceria com um spa, o Canyon Ranch, para diminuir os danos nos corpos dos passageiros: exercícios guiados de alongamento e um cardápio leve, ainda que atraente, com pratos como camarão, lagosta e vitela.

A equipe será composta por 13 funcionários. Mas calma, não vai haver nenhum tipo de abuso ou horas extras não pagas: eles terão quatro horas de descanso durante a viagem, e ficarão em Nova York por pelo menos dois dias antes de encarar a jornada de volta.

Preços salgados

A extensa rota não é novidade: a Singapore realizava essa mesma viagem, porém cancelou a linha cinco anos atrás. O motivo foi a alta no preço nos barris de petróleo, que tornam viagens longas caras e pouco vantajosas. Agora, o barril está cotado a US$75, contra os mais de US$100 da época.

Além disso, a tecnologia deu uma ajudinha. Os aviões agora são mais leves, armazenam mais combustível e consomem menos. O modelo que vai realizar o voo mais longo do mundo é a aeronave A350-900 Ultra Long Range, que possui menos assentos e mais espaço para passageiros que o normal. Serão 67 poltronas para a classe executiva e outros 94 para a econômica premium (uma espécie de “mini-executiva”).

Isso mesmo que você leu: não haverá assentos de classe econômica comum. A passagem de ida e volta mais em conta para a linha sairá por R$ 15 mil. Haja milha para juntar no cartão.