GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Como virar candidato?

Cinco dicas simples caso você esteja pensando em concorrer nas próximas eleições

 (Gil Tókio/Superinteressante)

1. Faça política

Participe de grupos de estudos de política, militâncias ou trabalho social; pertença a uma comunidade religiosa ou se aproxime de um líder influente. É o jeito de criar uma base eleitoral e superar subcelebridades e políticos tradicionais.

2. Aliste-se

Você precisa ser brasileiro (nato ou naturalizado), alfabetizado e eleitor. Filie-se a um partido até seis meses antes das eleições (agora, só em 2020) e resida na região em que se candidatará. Passada a burocracia, é preciso convencer o partido a inscrevê-lo como candidato.

3. Monte um time

Um assessor jurídico agiliza a burocracia da campanha e orienta o candidato a evitar denúncias, especialmente por mau uso de redes sociais – isso não sai por menos de R$ 30 mil, mas dá para rachar com colegas candidatos. Um contador também é fundamental.

4. Passe o chapéu

Os candidatos dependem do Fundo Partidário (recurso público repassado aos partidos) e de doações de pessoas físicas. Peça apoio de empresários, da militância do partido e doações pela internet – mas saiba que os caciques do partido decidem quanto cada candidato vai receber do Fundo.

5. Vá pra rua

Sugestões de atividades para um candidato iniciante: ir ao lançamento das campanhas de colegas; visitar eventos públicos; debater em rádio, TV ou eventos; participar de cultos religiosos e mutirões de limpeza, reflorestamento ou de saúde; palestrar em escolas públicas, postos de saúde e bairros carentes.

Idades mínimas para ser eleito:
• Vereador, 18 anos;
• Prefeito, vice e deputado, 21 anos;
• Governador e vice e senador, 29 anos;
• Presidente e vice, 35 anos

 

Fontes: TSE; Jonathan de Oliveira Molar, vereador pelo Solidariedade em Teixeira de Freitas (BA); e Maurício Moraes, jornalista e militante do PT.