GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Cosmódromo de Baikonur

Bem-vindo ao local de origem da corrida espacial

Salvador Nogueira

Se você é fissurado por exploração espacial e quer visitar o lugar onde tudo começou, esqueça aquela base da Nasa que fica convenientemente ao lado da Disney World, na Flórida. Não há opção senão embarcar em uma viagem emocionante (para não dizer apavorante) num pequeno avião russo que o levará de Moscou até um aeroporto em meio às estepes do Casaquistão, uma das ex-repúblicas soviéticas. Pois é lá que se localiza o Cosmódromo de Baikonur, de onde o homem partiu para as estrelas.

Na descida, você já começa a respirar história – a aterrissagem ocorre na mesma pista onde desceu o ônibus espacial russo Buran, em sua única viagem. Depois que você desembarca, começa o verdeiro mergulho no passado da exploração espacial.

Lá está instalada (e continua em uso) a plataforma de lançamento de onde partiram o Sputnik-1 e o cosmonauta Yuri Gagarin, eventos que marcaram o início da conquista do espaço.

Duas coisas são especialmente no-táveis: o incrível apreço dos russos por suas tradições espaciais e o terrível abandono das instalações após a crise econômica que derrubou a União Soviética, no início dos anos 90. Baikonur hoje é tanto um testemunho do passado quanto do presente, num ambiente marcado pela grandiosidade de suas realizações e pela decadência evidente em cada prédio velho e desgastado do histórico complexo.

1. Estação de abastecimento dos foguetes Proton

Como os lançadores são movidos a hidrazina, combustível extrema-mente perigoso e tóxico, o abaste-cimento do Proton tem de ser feito com muito cuidado.

2. Plataformas de lançamento Proton

São usadas para as decolagens dos foguetes Proton, os lançadores russos com maior capacidade de carga atualmente. Foi com foguetes desse tipo que os russos lançaram os módulos da estação espacial Mir e, mais recentemente, da Estação Espacial Internacional.

3. Aeroporto Yubileiny

No coração da base, ele foi utilizado para as aterrissagens do ônibus espacial Buran. Hoje, é usado para pousos e decolagens de aviões convencionais, e é por onde a imprensa chega a Baikonur para acompanhar o lançamento das espaçonaves.

4. Prédio de integração de espaçonaves

É aqui que são preparadas as naves antes de serem levadas para o lançamento. Também neste prédio os cosmonautas são trajados e preparados para o vôo. Daqui eles partem de ônibus até a plataforma de lançamento, após uma cerimônia no pátio do edifício.

5. Prédios de processamento do lançador Soyuz

Prédios em que se dá a integração das espaçonaves aos foguetes que as levarão ao espaço. Quando o trabalho é concluído, o foguete é levado de trem até uma plataforma. O trabalho é sempre realizado no fim da madrugada, por uma questão de tradição: foi nessa mesma hora que o foguete de Yuri Gagarin foi lançado.

6. Centro de transmissão de rádio

7. Cidade de Baikonur (antiga Leninsk)

Região urbanizada mais próxima do centro de lançamentos, já foi maior, mas hoje serve praticamente só aos funcionários que trabalham na base, em sua maioria russos.

8. Museu e casas de Korolev e Gagarin

Baikonur tem com um pequeno museu para visitantes. Ao lado dele, estão conservadas as casas de Sergei Korolev (pai do programa espacial soviético) e Yuri Gagarin. O cosmonauta na verdade só dormiu um dia em “sua casa”: o que antecedeu sua missão ao espaço.

9. Plataforma de lançamento do Energia

O Energia foi um dos foguetes mais potentes já produzidos. Ele serviu para levar o ônibus espacial russo Buran, que voou apenas uma vez, em 1988. Antes, as instalações serviram para o foguete soviético N-1, que competiu com o Saturn V na corrida lunar, mas nunca conseguiu realizar um vôo bem-sucedido.

10. Plataforma de lançamento 31

Outra estrutura adaptada aos derivados da linha de mísseis R-7. Hoje é pouco utilizada, pois não há demanda para mantê-la em funcionamento junto com a plataforma 1.

11. Plataforma de lançamento 1

Usada para lançar as naves Soyuz e Progress, que abastecem a Estação Espacial Internacional. Foi deste ponto que subiram ao espaço o primeiro satélite artificial da Terra, o Sputnik-1, em 1957, e o primeiro cosmonauta da história, Yuri Gagarin, em 1961. Daqui também foi lançado ao espaço o primeiro astronauta brasileiro, Marcos Cesar Pontes.

12. Plataforma de lançamento Zenit

Dentre os grandes, és o primeiro

Além de ter sido o primeiro centro espacial capaz de lançamentos orbitais, o Cosmódromo de Baikonur é o maior deles. A figura pode enganar, mas o complexo todo tem uma área de cerca de 85 km de comprimento por 125 km de largura.

Base de aluguel

Os russos pagam US$ 115 milhões ao ano para o governo do Casaquistão a fim de continuar usando o complexo, com valor estimado em US$ 23 bilhões.

Morada dos cosmonautas

Em cada lançamento tripulado é possível tropeçar em gente como Alexei Leonov, o primeiro homem a realizar uma caminhada espacial, e Valentina Tereshkova, a primeira mulher a viajar para o espaço.