GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Queda de meteoros criou solo esburacado da Lua

Como o satélite não tem atmosfera, fragmentos espaciais o atingem em cheio deixando marcas profundas.

Por que a Lua tem tantas crateras?

Por que ela não tem atmosfera para frear ou destruir os meteoros que se dirigem para sua superfície. Com isso, eles não se desintegram e caem diretamente sobre o solo lunar. De acordo com o tamanho, eles produzem buracos de dimensões e formas diferentes (veja infográfico). A maioria das grandes crateras foi formada por uma grande chuva de meteoros que ocorreu há cerca de 4 bilhões de anos e atingiu todo o sistema solar. “As luas de Júpiter e Saturno também ficaram com os mesmos tipos de marcas”, diz o astrônomo Augusto Damineli, da Universidade de São Paulo e colaborador da SUPER.

A Terra também foi atingida, mas sua atmosfera brecou ou destruiu, por atrito, a maior parte dos fragmentos, fazendo com que existam poucas crateras. No nosso planeta, há ainda o efeito da chuva e do vento que jogam terra para dentro dos buracos. Na Lua não há nenhum desses fenômenos naturais e eles permanecem intactos. Até micropartículas cósmicas atingem sua superfície e formam minúsculos orifícios, invisíveis ao olho humano, com menos de 1 milímetro de diâmetro.