Clique e assine a partir de 8,90/mês

Ruído analisado pela imagem

A Renault francesa incorporou a holografia ao estudo das vibrações dos motores.

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h50 - Publicado em 29 fev 1992, 22h00

Na busca de carros mais silenciosos, a Renault francesa incorporou a holografia ao estudo das vibrações dos motores, responsáveis por metade do ruído produzido num carro. Embora aparentemente não haja relação entre barulho e imagem, a holografia permite visualizar em três dimensões o funcionamento de motor em condições reais, com todas as vibrações entre suas partes móveis e os locais exatos das deformações provocadas por elas. O banco holográfico de testes funciona com um emissor de raio laser e uma cabeça de leitura, colocada dentro do motor.
Dois flashes sucessivos de laser, em intervalos infinitesimais, são disparados em direção à parede de um cilindro, por exemplo. Se a parede vibra, a distância percorrida pelo reflexo do primeiro raio até a cabeça leitora será frações de milímetro diferente da distância percorrida pelo reflexo do segundo raio. Traduzindo isto em imagem, as partes brilhantes em padrão retilíneo significam uma vibração uniforme, enquanto as curvas indicam deformações. Pela diferença de trajeto entre os dois feixes de raio laser pode-se deduzir a medida exata do deslocamento da parede analisada.

Publicidade