Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Singapura testa cães robôs para monitorar distanciamento social em parques

O modelo, criado nos EUA, avisa os transeuntes sobre a distância ideal que devem manter entre si – e também registra o número de visitantes.

Por Carolina Fioratti Atualizado em 12 Maio 2020, 17h33 - Publicado em 12 Maio 2020, 17h32

Com mais de 24 mil casos de Covid-19 confirmados, Singapura enfrenta a segunda onda de infecções pelo novo coronavírus. Apesar de as autoridades terem instaurado o lockdown até 1º de junho, atividades ao ar livre estão liberadas – o que faz com que os parques locais recebam um grande número de pessoas. Para controlar o fluxo e ajudar a manter o distanciamento social, funcionários estão testando um tipo curioso de sentinela: cães robôs movidos a controle remoto. A ideia é que os totós biônicos sirvam para alertar os visitantes sobre as medidas recomendadas por órgãos de saúde. 

O tal cão-robô se chama Spot e foi desenvolvido pela empresa americana de engenharia robótica Boston Dynamics. Sim, é aquele mesmo que você está pensando. O primeiro protótipo foi implantado em um parque central de Singapura na última sexta-feira (8), para um período teste de duas semanas. Dá para ver um Spot em ação no vídeo abaixo, divulgado pelo jornal The Straits Times:

O Spot caminha pelo parque dizendo para os visitantes frases como “Vamos manter Singapura saudável” e “Para sua própria segurança e para os que estão ao seu redor, afaste-se pelo menos um metro. Obrigado.” Simpático, não? Além disso, conta com câmeras e sensores que conseguem estimar o número de transeuntes no local. Para aqueles ligados em literatura, difícil não associar ao Sabujo, cão de caça mecânico de Fahrenheit 451Apesar dessas ferramentas, desenvolvedores garantem que a máquina não será capaz de rastrear indivíduos os gravar dados pessoais. 

A ideia é que Spot trabalhe em equipe com outros robôs em formato de mini carros que já haviam sido colocados em áreas próximas. Eles também passam dizendo frases como “Não demorem” e “Encontros não são permitidos”.

A principal vantagem do cão robô é a capacidade que de andar por qualquer área do parque, seja na grama ou cimento, ignorando eventuais problemas com possíveis buracos ou áreas irregulares. Além de não latir alto nem deixarem seus dejetos pelo caminho, claro.

Por ter adotado logo de início a testagem em massa e o tratamento para todos os infectados, independente do grau dos sintomas, Singapura se tornou conseguiu conter o crescimento da dos casos de Covid-19.

O país, porém, teve que reforçar suas medidas de segurança após novos casos aparecerem recentemente, em um conjunto de dormitórios onde vivem milhares de trabalhadores imigrantes. Agora, a população enfrenta restrições mais duras, com fechamento total dos comércios e serviços, além de multa para aqueles que ultrapassarem o limite de um metro sem necessidade. 

Continua após a publicidade

Publicidade
Tecnologia
Singapura testa cães robôs para monitorar distanciamento social em parques
O modelo, criado nos EUA, avisa os transeuntes sobre a distância ideal que devem manter entre si – e também registra o número de visitantes.

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da Super. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

Publicidade