GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Uma odisséia no espaço

Programa coloca 27 supertelescópios na tela do seu computador

Texto Maurício Moraes

O novo programa WorldWide Telescope, da Microsoft Research, transforma qualquer computador num observatório espacial de fazer inveja a astrônomos profissionais. Ele reúne, pela primeira vez, os dados obtidos por nada menos que 27 fontes, de telescópios a satélites e sondas espaciais. Tem de tudo: os telescópios espaciais Hubble, Spitzer e Chandra; o imenso radiotelescópio do Observatório Nacional de Radioastronomia, nos EUA; o robozinho Mars Spirit; o satélite Cobe (Cosmic Background Explorer) e a sonda WMAP (Wilkinson Microwave Anisotropy Probe), que medem a radiação cósmica para estudar as origens do Universo. A qualidade de imagem é impressionante. Isso porque o programa é o primeiro a usar a tecnologia Photosynth, que faz uma coisa aparentemente impossível: recria cenários 3D a partir de imagens bidimensionais (no caso, as fotos capturadas pelos telescópios). Depois de baixar e instalar o software (www.worldwidetelescope.org), é só clicar em Search e digitar o nome do lugar que você deseja visitar – veja abaixo algumas sugestões. Outra opção legal são os tours guiados, com direito a narração feita por astrônomos.

Guia SUPER do mochileiro das galáxias

Os points mais bacanas do Universo

MARTE (digite “mars landings”)

Selecione a opção Panorama para explorar o solo do planeta vermelho.

VIA LÁCTEA (digite “milky way”)

Não perca o tour guiado que mostra a criação da nossa galáxia.

ÓVNIA? (digite “sombrero”)

Que nada… é a galáxia Sombrero, a 28 milhões de anos-luz da Terra.

UM OLHO? (digite “helix nebula”)

Apelidada de “olho de Deus”, a galáxia Helix chega a arrepiar.