GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Universo imita a química dos seres vivos

É verdade que há moléculas orgânicas no espaço? Como elas se formam?

Na Terra, os compostos orgânicos são produzidos pelos organismos vivos. Constituem-se de átomos de carbono misturados a outros elementos. Fora do nosso planeta, eles nascem de reações químicas entre átomos que são expelidos por algumas estrelas – principalmente as mais frias. O fenômeno já aconteceu no Sistema Solar antes da formação dos planetas. Mas hoje ocorre com mais freqüência fora dele. Uma das fábricas desses compostos é a estrela Betelgeuse, na Constelação de Órion, situada a cerca de 309 anos-luz da Terra. Ela emite partículas que se espalham numa região maior do que a órbita de Plutão. Essas micropedrinhas podem ser feitas de silício, ferro e até grafite, um cristal de carbono. Quando o grafite tromba com átomos de hidrogênio, que também são lançados pela estrela o tempo todo, as duas substâncias podem reagir, resultando em moléculas orgânicas simples, como o metano (veja infográfico), além de alguns álcoois e açúcares, mais complexos.

Sabemos da sua existência porque ele emite luz. “Cada substância tem o seu sinal particular no espectro luminoso, tal como se fosse uma impressão digital”, compara o astrônomo Augusto Damineli, da Universidade de São Paulo. Além do metano, já foram identificados cerca de cinqüenta compostos orgânicos no espaço. Os cientistas admitem que podem existir muitos mais.

superintrigante@abril.com.br

1. Em volta de algumas estrelas existe uma nuvem de moléculas. Nelas há grãos de grafite, feito de carbono.

2. Dos astros sai uma enxurrada de átomos, como o de hidrogênio.

3. Ao se chocar com o carbono do grafite, o hidrogênio cria metano, molécula orgânica feita de um carbono e quatro hidrogênios.