GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Van autônoma se envolve em acidente nos EUA

Veículo sem motorista, que transporta pessoas de graça em Las Vegas, bateu no primeiro dia de operação - mas a culpa foi humana

Uma van autônoma se envolveu em um acidente de trânsito nos Estados Unidos. O veículo transitava em um trecho de cerca de um quilômetro pelo centro de Las Vegas, na última quarta-feira (8), quando bateu em um caminhão de entregas. Era o primeiro dia de operação do meio de transporte futurístico (e gratuito) na cidade.

De acordo com a prefeitura local, o caso aconteceu por conta de falha humana do motorista do veículo. A van não teve tempo hábil parar parar e evitar o acidente. “Se o caminhão tivesse o mesmo aparato de sensores que tem o shuttle, o acidente teria sido evitado”, de acordo com o comunicado oficial publicado no Tumblr. 

Nenhum dos oito passageiros da van, nem o motorista do caminhão ficaram feridos na colisão.

Van-autonoma-(Navya/Divulgação)

O veículo autônomo foi criado pela empresa francesa Navya, mas pertence e é operado pela também francesa Keolis. A companhia tem uma parceria com a prefeitura de Las Vegas para circular na cidade e chegou a fazer um teste piloto de duas semanas no começo deste ano.

Sem volante ou pedais, a van funciona integralmente com sensores e softwares que analisam o ambiente ao seu redor e realizam a condução–propõe a Navya–de maneira segura. Câmeras, GPS, odômetro e sensores Lidar (tipicamente adotados em projetos de carros autônomos) compõem a tecnologia do shuttle que opera em Las Vegas.

No site oficial da empresa, Christophe Sapet, CEO da Navya, diz que existem 50 shuttles em operação no mundo atualmente. “A Navya está aqui para trabalhar com as cidades que têm condições de tráfego saturadas, e locais privados que enfrentam dificuldades”, afirma o CEO, que almeja promover uma “revolução” na mobilidade.

Uma emissora de Las Vegas reportou o caso e o vídeo pode ser visto no YouTube, abaixo. Apesar do acidente, os testes irão continuar.

Conteúdo originalmente publicado em Exame.com