Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Vem aí a primeira fazenda flutuante do mundo

Chega de brigar por terras férteis: o negócio agora é plantar pasto e criar gado sobre a água

Por Helô D'Angelo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 31 out 2016, 18h59 - Publicado em 13 jun 2016, 19h45

Quem mora em grandes cidades não pensa muito sobre a origem dos alimentos – é como se eles simplesmente aparecessem nas prateleiras do supermercado. Claro que a coisa é bem mais complicada: envolve o plantio, a colheita, a criação de animais e o transporte. Com uma produção crescente de comida, fica cada vez mais difícil encontrar terras adequadas para essas atividades. A solução mais recente para isso é bem interessante: usar água como suporte. 

Sim, você leu certo – a resposta para a falta de espaço é chamada de Fazenda Flutuante (Floating Farm, no original em inglês). Construída sobre um suporte que boia, ela pode ser instalada no mar, em lagos ou em rios. A ideia, além de economizar espaço em terra, é cortar gastos do transporte e diminuir a emissão de gases poluentes. 

A primeira fazenda desse tipo está sendo construída no porto de Roterdã, na Holanda – o mais importante da Europa -,  e deve ser inaugurada em janeiro de 2017. A iniciativa é da Universidade de Wageningen, junto com empresas como Philips e Beladon – construtora especializada em estruturas flutuantes que pretende, no futuro, erguer cidades inteiras sobre a água. 

O espaço será especializado na criação de vacas leiteiras, e vai começar com 60 animais. Imagine só: em breve, quem vive em Roterdã vai ter leite, queijo e iogurte fresquinhos todos os dias, sem que os produtores precisem vencer longas distâncias usando meios de transporte poluentes. Para diminuir ainda mais o impacto ecológico, parte da energia usada para o funcionamento da fazenda virá da queima do estrume das vacas – que também será usado como adubo para o pasto. Cada bicho deles terá 15 m² para pastar, um espaço muito maior do que os cubículos em que as fazendas leiteiras industriais colocam seus animais.

A ideia de construir uma fazenda sustentável – e que fosse próxima da cidade – surgiu quando os destroços do furacão Sandy bloquearam as estradas que ligavam as fazendas produtoras a Nova York, em 2012. Os estoques só duraram três dias antes de começar a faltar comida. Com a construção da primeira Fazenda Flutuante, o objetivo é que a cultura de não saber de onde a comida vem fique cada vez mais obsoleta – e que os habitantes das grandes cidades entendam o impacto que o plantio, a criação de animais e o transporte de alimentos têm no meio ambiente.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.