Ansiedade pode ser causada por cérebro “insensível”

Por Atualizado em 05/01/2012

Os ansiosos frequentemente são classificados como hipersensíveis: eles seriam pessoas mais facilmente afetadas pelos acontecimentos e que se sentem ameaçadas com mais facilidade que as outras. Mas um estudo da Universidade de Tel Aviv sugere que o problema deles pode ser justamente o contrário: talvez eles não sejam sensíveis o suficiente.

O estudo visava entender como o cérebro processa o medo e a ameaça em indivíduos ansiosos e não ansiosos e foi publicado na revista científica Biological Psychology. Para isso, os pesquisadores Tahl Frenkel e Yair Bar-Haim mediram a atividade elétrica cerebral de 240 voluntários enquanto viam imagens que lhes provocavam medo e ansiedade. Um dos testes envolveu um conjunto de imagens que mostravam uma pessoa parecendo progressivamente mais temerosa, em uma escala de 1 a 100. Quando os participantes ficavam ansiosos, a atividade em seus neurônios aumentava e, consequentemente, a elétrica também.

O resultado surpreendeu: a resposta cerebral dos não-ansiosos foi bem mais intensa aos estímulos do que a dos ansiosos. Em outras palavras, os ansiosos, que teoricamente deveriam apresentar maior sensibilidade na percepção de ameaças, demonstraram ser fisiologicamente menos sensíveis a mudanças sutis em seu ambiente.

Para os autores do estudo, os não-ansiosos parecem ter um “sistema de alerta precoce” no subconsciente, o que lhes permite perceber com antecedência tais sinais e se preparar antes que possam reconhecer conscientemente a ameaça. Por outro lado, pessoas ansiosas podem ter um déficit nesse tipo de sensibilidade, o que faz com que tenham uma reação menor a estímulos ameaçadores sutis. Quando a ameaça fica mais clara, eles acabam sendo surpreendidos e muitas vezes reagem mais fortemente por causa disso. Assim, o que se parece com hipersensibilidade em seu comportamento é na verdade a tentativa da pessoa ansiosa de compensar um déficit na sensibilidade de sua percepção.

  • Letícia

    Hmmm… achei um pouco confuso, mas acho que entendi :)

  • Marcus

    Superinteressante!

  • Alison

    Muito boa a pesquisa!

  • Rita

    Nossa que interessante!

  • Rebeca

    Acho que não é bem assim, por exemplo, em pesquisas mostram que psicopatas seriam os “sem sentimentos” e incapazes de ter empatia, e eles não demonstram nervosismo quando estão mentindo ou cometendo um de seus atos.

  • LaughingOliveira

    Essa matéria me deixou mais ansioso.

  • http://super.abril.com.br/blogs/como-pessoas-funcionam/ansiedade-pode-ser-causada-por-cerebro-insensivel/ Juliana

    Nossa! esse artigo é esclarecedor e surpreendente! Amei!

  • Alex

    Acredito que a pessoa ansiosa está permanentemente neste estado, independentemente de ter uma causa real ou ameaça para despertar este sentimeto. Diferentemente das pessoas não ansiosas, que dependem de uma ameaça ou uma causa real para ficarem ansiosas.