Superinteressante

Super 25 anos!
Super 345 - Falta de sol e a polêmica da vitamina D Por anos, o sol foi um vilão da saúde, e aprendemos a nos esconder dele. Hoje, mais da metade da população tem níveis baixos de vitamina D. E isso pode estar ligado ao aumento nos casos de depressão, câncer e outras doenças.

Assine a Super

Blogs

José Levy Fidélix da Cruz (PRTB)

8 de setembro de 2010

clique para jogar a Corrida Eleitoral

Nascimento: 27 de dezembro de 1951 (48 anos), Mutum, MG
Partido: Partido Renovador Trabalhista Brasileiro – PRTB
Vice: Luiz Eduardo Ayres Duarte (PRTB)
Previsão de gastos na campanha: R$ 10 milhões
Patrimônio: Levy Fidélix: R$ 150 mil; Luiz Eduardo Ayres Duarte (vice): R$ 220 mil

SOBRE
Atuou como apresentador de TV, diretor de criação em agências de publicidade e professor de jornalismo. Fundou as Revistas Interface e Governo e Empresa, escreveu nos Jornais Correio da Manhã e Jornal Última Hora (Rio de Janeiro). Já disputou eleições para presidente da República, prefeito de SP, governador, vereador e deputado federal.

PLANO DE GOVERNO
A característica principal do candidato, ao longo dos anos, é a sua fixação pelo aerotrem. Prevê reformas na carga tributária e ampliação do valor do Bolsa Família de R$120 para um salário mínimo. Também pretende acabar com o imposto sobre 10 alimentos da cesta básica e quer criar presídios de segurança máxima em alto mar.
- Estabelecimento de uma Assembléia Constituinte para a consolidação das emendas constitucionais pós 1988, com ênfase na reforma do Sistema Financeiro e Tributário, visando proporcionar redução da carga tributária nacional;
- A todo brasileiro que nascer será aberta uma conta-poupança de 4 salários-mínimos, resgatável depois que ele completar 21 anos;
- Marcha para o centro oeste, promovendo ocupação planejada da região tendo Brasília como modelo.
- Reestruturar salários da polícia e criação de presídios de segurança máxima em alto mar, além da obrigatoriedade de os detentos trabalharem nas penitenciárias para pagar os gastos com alimentação e alojamento; privatização das prisões;
- Modernização do transporte, visando barateamento do transporte portuário; o transporte ferroviário será prioridade absoluta, com a implantação do aerotrem e monotrem ligando as principais metrópoles, muito mais baratos que o metrô.

OUTROS CANDIDATOS

Dilma Vana Rousseff (PT)

José Serra (PSDB)

Marina Silva (PV)

Plínio Soares de Arruda Sampaio (PSOL)

José Maria Eymael (PSDC)

Ivan Martins Pinheiro (PCB)

Rui Costa Pimenta (PCO)

Zé Maria (PSTU)


José Serra (PSDB)

8 de setembro de 2010

clique para jogar a Corrida Eleitoral

Nascimento: 19 de março de 1942 (58 anos), São Paulo
Coligação O Brasil pode Mais – PSDB, DEM, PPS, PTB, PMN e PT do B.
Partido: Partido da Social Democracia Brasileira – PSDB
Vice: Indio da Costa (DEM)
Previsão de gastos na campanha: R$ 180 milhões
Patrimônio: Serra: R$ 1,42 milhão; Indio da Costa (vice): R$ 1,44 milhão.

SOBRE
Ex-governador de São Paulo, já foi deputado federal, senador e ministro da Saúde e do Planejamento. Fez engenharia na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, mas não pôde concluir o curso porque precisou sair do país após o golpe de 64. Tem especialização em Planejamento Industrial pelo Cepal (Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe, órgão da ONU) e fez mestrado e doutorado em Ciências Econômicas nos EUA e no Chile. Em 2006 foi eleito governador de São Paulo, sendo até hoje o único eleito em primeiro turno. Em abril de 2010 renunciou ao cargo para se candidatar pela segunda vez à Presidência da República. Foi candidato à Presidência da República pela coligação PSDB-PMDB em 2002, derrotado no segundo turno por Lula. Está trabalhando na criação de uma imagem mais “meiga” e alegre, já que possui uma fama de “morto” e muito sério.

PLANO DE GOVERNO
Quer reforçar programas sociais existentes, como o Bolsa Família, e prioriza melhorias na saúde, educação e habitação. Na economia, pretende estimular mais os setores secundário e terciário e quer fazer do Brasil um canteiro de obras para melhorar a infra-estrutura e promover empregos.
- Investir em clínicas e programas de recuperação de drogas e combate a traficantes. Promover ações preventivas, educativas, repressivas e de assistência junto com a expansão da qualificação profissional e a oferta de empregos.
- Tratar com mais seriedade a preservação do meio-ambiente e o desenvolvimento sustentável.
- Manter Forças Armadas bem treinadas e equipadas
- Dar prioridade à qualidade do ensino, colocando 2 professores por sala da primeira série do Ensino Fundamental; criar mais de 1 milhão de novas vagas em novas escolas técnicas e multiplicar os cursos de qualificação, mais curtos, para trabalhadores desempregados.
- Na saúde: ter, ao final de dois anos, em todos os Estados, 150 AMEs, Ambulatórios Médicos de Especialidades, policlínicas com capacidade realizar 27 milhões de consultas e fazer 63 milhões de exames por ano.

OUTROS CANDIDATOS

Dilma Vana Rousseff (PT)

Marina Silva (PV)

Plínio Soares de Arruda Sampaio (PSOL)

José Levy Fidélix da Cruz (PRTB)

José Maria Eymael (PSDC)

Ivan Martins Pinheiro (PCB)

Rui Costa Pimenta (PCO)

Zé Maria (PSTU)


José Maria Eymael (PSDC)

8 de setembro de 2010

clique para jogar a Corrida Eleitoral

Nascimento: 2 de novembro de 1939 (60 anos), Porto Alegre, RS
Vice: José Paulo da Silva Neto (PSDC)
Partido: Partido Social Democrata Cristão – PSDC
Previsão de gastos na campanha: R$ 25 milhões
Patrimônio: Eymael: R$ 3,1 milhões; José Paulo (vice): R$ 119 mil.

SOBRE
Formado em direito, atua há mais de 30 anos como empresário nas áreas marketing e comunicação. Ex-deputado federal, já disputou a Presidência duas vezes. É o candidato com o patrimônio declarado mais alto. Seu jingle de campanha, cujo refrão era “Ey Ey Eymael, um democrata cristão”, ficou popular. Acha que, após duas tentativas de chegar à Presidência, em 1998 e 2006, tem reais chances de vencer o pleito.

PLANO DE GOVERNO
A Democracia Cristã defende a construção de uma sociedade fundamentada em 3 valores cristãos: liberdade, justiça e solidariedade. Propõe continuar os programas sociais do governo atual e simplificar a estrutura tributária do país. Também prevê a criação de um Plano Nacional de Segurança Pública, promovendo a integração de todas as forças de segurança.
- Desenvolver o país de maneira sustentável e minimizar as disparidades econômicas
- Incentivar a construção civil com incentivos tributários e políticas de desenvolvimento urbano a fim de gerar mais empregos
- Política de apoio ao empreendedorismo e incentivo para micros, pequenas e médias empresas;
- Ampliação do SUS e aprimoramento do Programa Saúde da Família para promover a adoção de medidas de atuação preventiva e a configuração do programa como principal porta de acesso ao Sistema Único de Saúde;
- Reformar as leis de incentivo, como a Rouanet e a Audiovisual, para democratização do acesso a recursos públicos que financiam atividades e produtos da cultura nacional.

OUTROS CANDIDATOS

Dilma Vana Rousseff (PT)

José Serra (PSDB)

Marina Silva (PV)

Plínio Soares de Arruda Sampaio (PSOL)

José Levy Fidélix da Cruz (PRTB)

Ivan Martins Pinheiro (PCB)

Rui Costa Pimenta (PCO)

Zé Maria (PSTU)


Ivan Martins Pinheiro (PCB)

8 de setembro de 2010

clique para jogar a Corrida Eleitoral

Nascimento: 18 de março de 1946 (64 anos), Rio de Janeiro, RJ
Vice: Edmilson Silva Costa (PCB)
Partido: Partido Comunista Brasileiro – PCB
Previsão de gastos na campanha: R$ 200 mil
Patrimônio: Ivan: R$ 350 mil; Edmilson Costa (vice): R$ 200 mil.

SOBRE
Advogado, é secretário geral do PCB – Partido Comunista Brasileiro. Foi presidente do Sindicato dos Bancários do Rio de Janeiro. Já se candidatou a deputado federal e a vereador e disputou a Prefeitura do Rio de Janeiro.

PLANO DE GOVERNO
Defende um programa anticapitalista e antiimperialista para o Brasil e uma revolução socialista sem violência. É a favor da reforma agrária, criação de grandes empresas produtivas estatais, com a participação direta dos trabalhadores na sua gestão e controle dos meios de produção pelos trabalhadores e reordenação da produção.
- Congresso Nacional unicameral, com o fim do Senado; ampliação da participação popular nas decisões através da convocação de plebiscitos e referendos para os temas de maior interesse dos trabalhadores; ampliação do direito de iniciativa legislativa popular;
- Produção em larga escala de produtos essenciais, garantida a sua distribuição a preço de custo ou subsidiados, ao passo que todos os produtos considerados supérfluos terão sua produção sobretaxada;
- Isenção de imposto de renda sobre salários;
- No campo militar, fortalecimento da defesa do país, com todos os equipamentos necessários para que haja condições efetivas contra as ameaças do imperialismo.

OUTROS CANDIDATOS

Dilma Vana Rousseff (PT)

José Serra (PSDB)

Marina Silva (PV)

Plínio Soares de Arruda Sampaio (PSOL)

José Levy Fidélix da Cruz (PRTB)

José Maria Eymael (PSDC)

Rui Costa Pimenta (PCO)

Zé Maria (PSTU)


Dilma Vana Rousseff (PT)

8 de setembro de 2010

clique para jogar a Corrida Eleitoral

Nascimento: 14 de dezembro de 1947 (62 anos), Belo Horizonte, MG
Coligação “Para o Brasil Seguir Mudando” – PT, PMDB, PcdoB, PDT, PRB, PR, PSB, PSC, PTC, PTN
Partido: Partido dos Trabalhadores – PT
Vice: Michel Temer (PMDB)
Previsão de gastos na campanha: R$ 157 milhões
Patrimônio: Dilma: R$ 1.066.347,47; Michel Temer (vice): R$ 6.052.779,19.

SOBRE
É Economista. No governo Lula, foi ministra de Minas e Energia e depois ministra-chefe da Casa Civil. É considerada durona e dona de um temperamento explosivo. Foi acusada de “ter feito chorar” o presidente da Petrobrás, José Sérgio Gabrielli. Em abril de 2009, ela revelou que estava se tratando contra um câncer no sistema linfático em fase inicial. No início de setembro do mesmo ano, concluiu a radioterapia, dizendo-se curada. Raspou o cabelo, o que a fez usar peruca até dezembro de 2009.

PLANO DE GOVERNO
Basicamente, defende a continuação das políticas sociais e econômicas de Lula.
- Defende a melhor divisão de recursos entre os Estados e mais parcerias com a iniciativa privada para financiar bens culturais. Defende o Vale-Cultura criado no governo Lula e a ampliação de programas como o Bolsa Família e outros para erradicar a miséria.
- Priorizar a qualidade da educação, com o treinamento de professores; bolsas de estudo e salas de aula informatizadas e com acesso à banda larga
- Profunda reforma urbana que beneficie prioritariamente as camadas mais desprotegidas
- Fortalecer a proteção ao meio ambiente, reduzindo o desmatamento e mantendo a vanguarda nacional na produção de biocombustíveis e desenvolvendo o potencial hidrelétrico;
- Concretizar as reformas institucionais que não puderam ser completadas ou foram apenas parcialmente implantadas, como a reforma política e a tributária.

OUTROS CANDIDATOS

José Serra (PSDB)

Marina Silva (PV)

Plínio Soares de Arruda Sampaio (PSOL)

José Levy Fidélix da Cruz (PRTB)

José Maria Eymael (PSDC)

Ivan Martins Pinheiro (PCB)

Rui Costa Pimenta (PCO)

Zé Maria (PSTU)


Página 130 de 185primeira...102030...128129130131132...140150160...última