GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Homem cai em piscina natural em parque ecológico e é dissolvido

O jovem tentou fugir da trilha para tomar banho nas piscinas aquecidas naturais. Horas depois, não tinha sobrado nada para contar a história.

Um jovem de 23 anos desapareceu no sentido mais literal possível depois de um passeio a Yellowstone. O famoso parque americano fica no topo de um dos maiores vulcões do continente e suas trilhas atravessam uma série de cânions e gêiseres que não sofreram quase nenhuma intervenção humana.

O plano de Colin Scott, recém-formado na faculdade em junho, era fugir da trilha oficial de Yellowstone com a irmã e voltar para casa com uma ótima história para contar para os amigos: ele queria tomar um banho de piscina em uma das fontes termais do parque, o que é proibido pelas regras do local. O termo em inglês para isso é “hot pot”, uma versão mais radical de tirar férias em Caldas Novas.

Colin estava sendo filmado pela irmã enquanto testava a temperatura de diferentes piscinas naturais. A essa altura, eles já tinham desviado da trilha até a Bacia do Gêiser Norris. Essa é a região mais quente do parque, onde as águas chegam à temperatura de 93°C.

O problema é que, ao se abaixar para experimentar a água, Colin escorregou e caiu dentro da piscina natural, de acordo com a CNN. A irmã tentou resgatá-lo mas, sem sucesso, chamou a equipe do parque. Quando os socorros chegaram, o rapaz já parecia ter se afogado. Aí o clima também não ajudou: uma tempestade com raios interrompeu o resgate do corpo.

No dia seguinte, porém, não tinha mais corpo nenhum para recuperar. O resgate conseguiu trazer de volta alguns objetos pessoais, mas Colin foi dissolvido pela piscina.

A fonte termal, como outros pontos aquáticos de Yellowstone, era extremamente ácida. Nas rochas do subterrâneo, microorganismos transformam sulfato de hidrogênio em ácido sulfúrico, que é trazido para as águas de Yellowstone pela pressão dos gêiseres.

O acidente aconteceu em junho deste ano, mas o relatório oficial do Parque, confirmando a causa do acidente, só foi divulgado nesta semana.

Não foi a última vez que os turistas de Yellowstone tentaram explorar a região além do limite: dias depois da morte de Colin, um turista chinês foi multado em US$ 1 mil por tentar coletar água termal em área proibida. No caso do estudante, porém, o parque decidiu não multar a irmã que o acompanhava – o sumiço do rapaz foi considerado punição suficiente.😦

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Alexandre Muselli

    O termo correto é “hotspot”

    Curtir

  2. Flávio Rodrigues Lira

    Um Prêmio Darwin, para este cara!

    Curtir

  3. Fernandu Z-Luciu

    virou alimentação para essas superbactérias transformadoras químicas

    Curtir

  4. Sindel Borges

    Se fosse no Brasil, era capaz do parque ter sido multado…

    Curtir

  5. Gustavo Furiati

    Acredito haver um erro na reportagem. Microorganismos não podem transformam sulfato de hidrogênio em ácido sulfúrico porque é a mesma coisa. São duas nomenclaturas diferentes para designar a mesma espécie. Acredito que a conversão seja de ácido sulfídrico (H2S) para ácido sulfúrico (H2SO4), uma vez que o ácido sulfídrico também possui outra nomenclatura (sulfeto de hidrogênio) e esta diferencia da nomenclatura do sulfato de hidrogênio por uma letra.

    Curtir

  6. Gláucia Bueno

    Na boa, quem escreveu isso foi um péssimo aluno em química…. Não é sulfato de hidrogênio … nem existe esse composto… é sulfeto de hidrogênio (H2S) !!!

    Curtir

  7. Freitas Neto

    1 – Como o amigo falou antes, o termo correto é Hotspot mesmo. 2 – Quando vocês dizem que “ele já parecia ter se afogado”, acho que o correto seria dizer que ele “já parecia ter MORRIDO afogado”, considerando que alguém pode se afogar e ainda assim sobreviver, já que se afogar não quer dizer morrer. 3 – “Aí o clima também não ajudou”, bom o clima lá é o mesmo a milhões de anos, o que mudou foi o tempo!

    Curtir

  8. Freitas Neto

    *há milhões de anos

    Curtir