GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Vírus de computador se espalha pelo ar

Praga usa ondas sonoras inaudíveis e ataca PC e Mac - mesmo se estiverem desconectados da Internet

Bruno Garattoni e Fernando Badô

O hacker canadense Dragos Ruiu percebeu que havia algo errado em seu MacBook. O computador rodou uma atualização misteriosa, que não era da Apple, e começou a agir de modo bizarro, deletando documentos, transmitindo dados e mudando configurações sozinho. Só podia ser vírus. Mas o Mac nunca tinha sido conectado à internet e estava com uma cópia novinha do sistema operacional Mac OS, que o próprio Dragos acabara de instalar. De onde o vírus poderia ter vindo? Só se fosse do vento.

E foi. No fim do ano passado, pesquisadores do Instituto Fraunhofer (entidade alemã que criou o formato MP3) mostraram que é possível espalhar um vírus de computador pelo ar, infectando qualquer laptop a até 19,7 metros de distância. A praga não depende de conexão à internet. Ela se espalha pelo próprio ar, por meio de sons de alta frequência, que são inaudíveis por humanos – mas podem ser transmitidos e captados pelos alto-falantes e microfones presentes nos notebooks. Para pegar a infecção, bastaria se aproximar de uma máquina contaminada – que enviaria a praga via ondas sonoras. Isso comprovou a tese de Dragos, que é um dos principais especialistas do mundo em segurança digital. Especula-se que o vírus poderia ter sido criado por agências governamentais de espionagem.

Os cientistas alemães fizeram um teste controlado, em laboratório*. O vírus real, que atacou Dragos, ainda não foi isolado. Provavelmente está fazendo um estrago por aí – pois não é detectado por nenhum tipo de antivírus.

*Fonte: On Covert Acoustical Mesh Networks in Air, Michael Hanspach e Michael Goetz, Fraunhofer FKIE.

Foto: Thinkstockphotos.com