Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Alexandre Versignassi Por Alexandre Versignassi Blog do diretor de redação da SUPER e autor do livro "Crash - Uma Breve História da Economia", finalista do Prêmio Jabuti.

SUPER – 400 edições

Já fomos apenas uma revista mensal. Agora, chegamos à edição número 400 como uma instituição que divulga o conhecimento em todas as plataformas.

Por Alexandre Versignassi Atualizado em 26 fev 2019, 18h21 - Publicado em 26 fev 2019, 18h20

A SUPER chegou à sua edição número 400. Comecei a trabalhar aqui na 224, de março de 2006 – há exatos 13 anos. Naquela época a SUPER já era uma publicação tradicional. E fazer parte dela, mais do que a realização de um sonho, era uma responsabilidade difícil de medir: a de manter aceso o fogo da revista mais amada do País.

Mesmo assim, era um trabalho mais simples que o de hoje. Éramos só uma revista mensal. Agora não. Produzimos dezenas de reportagens a cada semana para o nosso site, além de atualizar as melhores matérias da história da SUPER – aquelas que não têm data de validade, pois valem cada uma como um pequeno livro de não-ficção.

Trata-se de um esforço que dá resultado. Hoje, a SUPER é até mais relevante do que era no tempo em que só havia a edição impressa. Com 13 milhões de visitantes únicos por mês, somos um dos maiores sites de divulgação científica do mundo, bem à frente de publicações estrangeiras de primeira linha, como a Scientific American (3,3 milhões), a Popular Science (2,8 milhões) e a NewScientist (2,8 milhões). Mesmo a (ótima) página da Nasa, com seus 12 milhões de visitantes únicos, tem menos audiência que a nossa. Nunca tivemos tantos leitores.

E isso se reflete em outros números. Para ter acesso ilimitado ao nosso site, você precisa de uma assinatura digital. E já contamos com 73 mil assinantes nessa modalidade. Em suma: a SUPER já é uma publicação online consolidada.

Também temos uma boa presença nas redes sociais, com 3,9 milhões de seguidores no Facebook e outros 3,9 milhões no Twitter. No Instagram, começamos a publicar reportagens “pocket” – com temas complexos resumidos em artigos de alguns parágrafos. Dá uma olhada lá nas nossas séries #MulherCientista e #ColunINSTACósmico para entender melhor.

Esse tipo de iniciativa é fruto de um trabalho diário dos repórteres Luiza Monteiro e Bruno Vaiano, e da designer Juliana Krauss, nova integrante da nossa equipe de arte. E foi fundamental para que a nossa audiência no Instagram mais do que dobrasse em um ano, de 250 mil para 550 mil seguidores.

Agora anota aí. Quando chegarmos a chegar a um milhão, vamos sortear os dez livros mais vendidos da SUPER entre os seguidores. Nosso catálogo, com 43 obras feitas pelos jornalistas aqui da casa, e que vai ganhar mais três títulos neste ano, já está bem fornido, afinal – e também mostra que somos mais do que uma revista; somos uma instituição voltada a disseminar o conhecimento humano, em todas as plataformas que existem, e que vierem a existir.

Mesmo assim, a edição impressa segue sendo o xodó da redação. Ela é o nosso disco de vinil: um produto artesanal, precioso, para colecionar. E que serve de base para todo o nosso ecossistema. Obrigado por prestigiá-lo.

Continua após a publicidade
Publicidade