Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Publicidade

Saúde

Pare, respire, e leia.

A combinação dos medicamentos banlanivimabe e etesevimabe é a terceira terapia aprovada pela Anvisa. Em teste clínico, eles reduziram o número de hospitalizações e óbitos em 70%
País registra mais de 500 casos de mucormicose, doença que pode atacar o cérebro e se manifesta quando o sistema imunológico está enfraquecido, ou após tratamento contra o Sars-CoV-2; taxa média de mortalidade é 44%
Mesmo antes da morte que levou a Anvisa a suspender a aplicação do imunizante em grávidas, ela já tinha indicação restrita para esses casos. Motivo: há poucos dados sobre a segurança da vacina em gestantes
Reino Unido vai aplicar terceira dose da vacina em pessoas acima de 50 anos
Saúde

CureVac: nova vacina alemã pode acelerar imunização contra a Covid-19

Por Rafael Battaglia Atualizado em 6 Maio 2021, 15h32 - Publicado em 6 Maio 2021, 14h16
Ela usa a mesma técnica que as vacinas da Pfizer e da Moderna, mas com uma diferença: é mais fácil de armazenar – e transportar.
Protocolo, que já está sendo testado, é uma tentativa de aumentar a eficácia e eliminar novas variantes do coronavírus do país até o final do ano;  autoridades inglesas cogitam duas estratégias, com e sem versões atualizadas das vacinas
Possível presença de vírus capaz de se reproduzir, razão citada pela agência para barrar a vacina, é mencionada em relatório do Instituto Gamaleya; outros imunizantes têm zero RCAs; entenda o caso
Nova vacina usa uma tecnologia que o instituto já domina, e por isso produção 100% nacional pode começar antes; entenda diferenças entre os dois imunizantes 
Polêmica gira em torno da presença de RCAs, principal argumento da Anvisa para vetar o imunizante; agência diz ter se baseado em documento do próprio Instituto Gamaleya; entenda desdobramento do caso
O imunizante é o primeiro a alcançar a eficácia almejada pela OMS. Entenda por que é tão difícil desenvolver uma vacina contra a doença que mata 400 mil pessoas por ano.
Com apenas 26 anos, Daphne Cukierman já participou da síntese de 54 compostos candidatos ao combate do distúrbio degenerativo.
SI_426_ivermectina_thumb
Saúde

A farsa da ivermectina

Por Bruno Garattoni Atualizado em 16 abr 2021, 10h05 - Publicado em 15 abr 2021, 11h17
Como um vermífugo descoberto nos anos 1970 fracassou nos testes contra a Covid – mas aí, graças à fraude cometida por um médico americano, se tornou o centro de um equívoco internacional, com políticos e pacientes defendendo um tratamento ineficaz e perigoso.
SI_426_covidcerebro_thumb
Saúde

Os efeitos da Covid no cérebro

Por Bruno Garattoni Atualizado em 16 abr 2021, 10h06 - Publicado em 15 abr 2021, 11h16
Perda de memória, problemas de concentração e a enigmática “síndrome da fadiga crônica”: o cansaço que não passa, e que pode ter origem neurológica. Um a cada cinco infectados pelo Sars-Cov-2 apresenta sintomas assim meses após a cura. Veja o que a ciência sabe sobre eles – e como busca combatê-los.
Ela promete benefícios à saúde, mas não tem qualquer comprovação científica. E pode ser perigosa.
45% dos pacientes apresentam manchas, que podem explicar outro sintoma comum.
Quatro meses após a infecção, linfoma de Hodgkin havia desaparecido; vírus teria ativado resposta antitumoral do sistema imunológico
Dispositivo experimental, que funciona acoplado a uma máquina de hemodiálise, já foi usado em 300 pacientes; Darpa, a divisão de pesquisa científica do Pentágono, também está desenvolvendo implante subdermal que alerta quando a pessoa é infectada
Composto por dois anticorpos, Regen-Cov oferece 76% de proteção contra os sintomas da doença e reduz em 81% o risco de contaminação das pessoas que moram com o infectado; tratamento, que custa US$ 2 mil nos EUA, poderá ser liberado pela Anvisa nas próximas semanas  
Décadas antes dos experimentos de Edward Jenner, a aristocrata britânica difundiu a técnica da inoculação, que aprendeu na Turquia – mas foi tida como ignorante por boa parte da sociedade.
O ensaio clínico contou com 2.260 voluntários, dos quais apenas 18, que haviam recebido o placebo, desenvolveram a Covid-19 de forma sintomática. Nenhum jovem vacinado adoeceu.
O café passa a ter odor de gasolina, a comida fica com cheiro de lixo, produtos de limpeza ganham fedor intolerável; veja casos e entenda os sintomas da parosmia, que é causada pela ação do vírus sobre os receptores olfativos
Publicidade