Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Oráculo Por aquele cara de Delfos Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail bruno.vaiano@abril.com.br.

Existe alguma palavra em português que não vem de outra língua?

Não. Toda palavra é inspirada em alguma que veio antes. Mesmo que seja sem querer.

Por Bruno Vaiano 23 set 2019, 13h41

Não. Ieda Maria Alves, especialista em léxico da USP, estuda há 40 anos o nascimento de novas palavras, e nunca viu uma que não fosse herdada, em última instância, de outra língua.

A maior parte do nosso vocabulário deriva do latim, mas raízes gregas também são comuns – e palavras de origem germânica se infiltraram aos montes nas últimas décadas por causa da influência do inglês.

Há algumas décadas, pensava-se que a palavra gás era um exemplo de neologismo ex nihilo – isto é, palavra nova que saiu do nada. Depois, ficou estabelecido que seu cunhador, o químico francês Jan Baptista van Helmont, inspirou “gás” do grego “caos”. 

Como as palavras exercem uma função comunicativa, quem tenta criar uma nova acaba escolhendo sons que remetem a ideia que aquela palavra pretende representar. Assim, os especialistas não consideram mais o neologismo ex nihilo possível.

Mario Viaro, também da USP, faz coro: “Quando o Carlinhos Brown inventou a palavra caxirola, pegou parte da palavra caxixi e parte de castanhola. Mesmo se uma palavra for inventada por meio de uma sequência de sílabas aleatórias, serão sílabas da língua portuguesa e seu sucesso advém da associação fácil com outras palavras com as mesmas sílabas.”

Pergunta de @diego.zanchetta, via Instagram

Continua após a publicidade
Publicidade