Clique e assine a partir de 8,90/mês
Se Conselho Fosse Bom Por Blog Coluna semanal de perguntas práticas, sentimentais e existenciais enviadas por leitores da SUPER. Por Karin Hueck

“Devo passar uma semana na casa da minha amiga que tem um recém-nascido?”

Será que ajuda ou atrapalhar visitar uma família novinha em folha?

Por Karin Hueck - Atualizado em 24 jan 2018, 14h01 - Publicado em 23 jan 2018, 17h04

Minha amiga está grávida e vai ter seu primeiro filho em duas semanas. Ela está falando para eu ir visitá-la assim que o bebê nascer, mas acho que ela não está sendo realista. Ela quer que eu fique uma semana com ela, mas tenho medo de atrapalhá-la. Acho que vai ser meio caótico. Ela está insistindo muito, e faz tempo que gostaria de vê-la. O que faço?
– Visita indiscreta?
Cara visita indiscreta
Não vá. A não ser que você seja o tipo de amiga-irmã, que não vai se incomodar de cozinhar, lavar a louça,  segurar o neném e ver a sua amiga com os peitos todos inchados de leite aprendendo a dar de mamar, você vai atrapalhar. Se vocês não forem melhores amigas para toda a eternidade, uma pessoa a mais dentro de casa atrapalha os tão confusos primeiros dias de um recém-nascido. A sua amiga não deve imaginar o tamanho do caos que vai ser (pode ser que não seja, mas não tem como saber agora). Se eu fosse você, deixaria o bebê nascer, daria umas semanas de respiro, e perguntaria se o convite ainda está de pé. Se sim, leve muita comida e vá com o intuito de ajudar – que é o que ela vai precisar de verdade.

Publicidade