Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Turma do Fundão Por Blog Grupo de leitores-colaboradores da ME que ajuda a revista sugerindo pautas e alimentando este blog cultural

#TdFConferiu: O Preço do Amanhã

Por turma-do-fundao Atualizado em 4 jul 2018, 20h34 - Publicado em 25 nov 2011, 13h14

Tempo é dinheiro! Essa é a mensagem do filme O Preço do Amanhã.

Em um futuro próximo, cientistas descobrirão uma maneira de frear o envelhecimento. Todos os seres humanos, geneticamente modificados, vão manter a aparência jovial dos 25 anos para sempre. Mas tudo tem seu preço. Ao chegar aos 25, o tempo começa a correr e, inicialmente, a pessoas terão só mais um ano de vida. Se quiser viver mais, vai ter que comprar minutos, horas, dias…

Imagem: Divulgação

As moedas foram abolidas, Para comprar e vender produtos e serviços, você usa o tempo que te resta. Quer um café? Sacrifique 4 minutos.

E no meio desse mundo surreal vive Will Salas (Justin Timberlake), um simples morador do subúrbio. Assim como as demais pessoas pobres, ele trabalha em uma fábrica para ganhar mais um tempinho na Terra.

Continua após a publicidade

Sua vida muda drasticamente quando ele encontra um “jovem senhor” de 108 anos (reais) e que ainda tem 113 anos no relógio. Will salva o estranho dos caçadores de minutos e acaba recebendo um presente de gratidão: 112 anos, 364 dias, 23 horas e 55 minutos. O ancião decide entregar o seu tempo por não querer mais fazer parte do sistema.

Durante a trama, o personagem percebe que alguns têm tempo demais, enquanto a maioria (mais humilde) tem menos de um ano. Ele começa, então, uma batalha para popularizar o tempo e se transforma em uma espécie de Robin Hood do futuro, roubando de ricos para dar aos pobres. O Preço do Amanhã junta ação e mistério na medida certa. (E tem a Olivia Wilde, a “Thirteen” da série House, no elenco). Vale a pena conferir! Agora, se não se importa, deposite três minutos no meu relógio! Rs.

Confira o trailer:

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=XUSt9oZUTrs?wmode=transparent&fs=1&hl=en&modestbranding=1&loop=0&iv_load_policy=3&showsearch=0&rel=1&theme=dark&w=425&h=344%5D

Por Gabriel Pinheiro (@gabpin72)

Continua após a publicidade
Publicidade