Clique e assine a partir de 8,90/mês

Aquecimento global pode deixar o pãozinho mais caro

As pragas agrícolas se reproduzem mais rápido com o calor – e o preço do trigo cresce junto.

Por Bruno Vaiano - Atualizado em 8 out 2018, 17h20 - Publicado em 25 set 2018, 14h01

Hoje, entre 5% e 20% das plantações de cereais como o trigo são atingidas por pragas agrícolas. Isso significa que, em média, insetos comem um em cada oito pãezinhos antes mesmo que eles cheguem ao forno.

Em lugares quentes, é ainda pior: o metabolismo dos pequenos artrópodes acelera, o apetite aumenta e eles se reproduzem mais rápido. Pensando nisso, cientistas da Universidade de Washington calcularam o impacto que o aumento das temperaturas ao redor do mundo terá no seu café da manhã.

Eles descobriram que cada 1ºC que sobe no termômetro leva os insetos a comer entre 10% e 25% mais grãos. Se até 2100 a temperatura subir 4ºC – previsão plausível, segundo vários modelos climáticos –, o problema vai dobrar: dois em cada oito pãezinhos não chegarão à padaria.

A única salvação é que a mudança se replique pela cadeia alimentar – e o número de predadores desses insetos aumente no mesmo ritmo, mantendo o placar zerado.

Publicidade