GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Besouro usa “pum” mortal para se defender de predadores

Quando ameaçado, o Besouro Bombardeiro lança pelo traseiro uma mistura química nos inimigos; assista

Todo mundo tem aquele amigo com o “peido matador”. Na natureza, o equivalente a ele é o besouro bombardeiro (Brachynus crepitans). Só que o gás dele é realmente fatal. Quando perseguido por um predador, ele solta um jato líquido tóxico e escaldante… Pelo traseiro.

O “pum” do besouro só é produzido quando ele precisa, em situações de perigo. No abdômen do bichinho, duas glândulas estocam dois ingredientes: hidroquinona e peróxido de hidrogênio. Até aí apenas substâncias químicas inofensivas. Para evitar acidentes, essas glândulas são naturalmente revestidas com amianto, um isolante químico.

LEIA: Besouro-rinoceronte: Eu tenho a força!

Mas a situação toda muda quando um predador aparece por perto. As glândulas recebem um estímulo e liberam as duas substâncias químicas, que saem por um tubinho e chegam em uma espécie de “câmara de explosão”.

Lá, se encontram com enzimas que fazem a mágica acontecer. A reação química que resulta desse encontro forma um líquido tóxico e quente – uma bomba que sai bem na cara do predador. 

O jato é fatal para os inimigos, mas não causa nenhum dano ao besouro. Isso porque ele possui uma carapaça que o protege por fora, como se fosse uma armadura. Ainda assim, algumas partes do corpo acabam ficando mais expostas. Por isso, o “pum” é expelido em pequenas “ondas”, para evitar que a explosão saia com muita força e respingue no próprio bichinho.

Veja o vídeo em câmera lenta do besouro lançando sua bomba tóxica:

 

 

LEIA MAIS:
Matando insetos como um ninja
Quais os insetos mais consumidos do mundo?
O poder dos insetos