Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Buracos negros arrotam plasma depois de comer estrelas

A pesquisa aponta que, diferentemente do resto, esse jato consegue sair do campo gravitacional do buraco negro

Por Felipe Germano Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 8 mar 2024, 15h36 - Publicado em 2 dez 2015, 17h45

Sabe os buracos negros? Aquelas gigantes regiões no espaço, geralmente representados por rodamoinhos pretos. Pois é, eles têm muito mais a ver com o seu almoço de domingo do que você pensa. De acordo com um grupo de cientistas internacionais, depois de comer estrelas, os buracos negros expelem uma rajada luminosa com uma aceleração que se aproxima da velocidade da luz. É, basicamente, um arroto espacial.

A descoberta, na verdade, é bem importante. O buraco negro absorve tudo, inclusive a luz, por esse motivo se torna invisível. O estudo aponta que essas rajadas, diferentemente de todo o resto, conseguem sair da região. Acredita-se que a luz seja um jato de plasma formado por partículas elementares em um campo magnético.

Cientistas já teorizavam que isso poderia acontecer, mas essa é a primeira vez que evidências mais concretas são coletadas – e só foram porque os astrônomos agiram rápido. O grupo de cientistas liderados por Sjoert van Velzen, da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, leu que pesquisadores da Universidade Estadual de Ohio haviam flagrado pela primeira vez uma estrela sendo engolida por um buraco negro. O time de Velsen contatou um terceiro grupo, dessa vez da Universidade de Oxford, Inglaterra, para que pudessem monitorar o pós-evento. A luz sendo emitida não foi capturada por imagens, mas uma série de estudos e análises, que duraram meses, apontam que, sim, a rajada de luz foi expelida.

LEIA: 11 imagens impressionantes da Terra vista do espaço​

O astro devorado está há 300 milhões de anos-luz daqui – longe pacas -, portanto não há porque se preocupar com ele. Mesmo assim os resultados só apareceram por que o evento aconteceu três vezes mais perto do que nas últimas ocorrências.

Continua após a publicidade

Por sua característica de absorver luz, atualmente, não há tecnologia que registre imagens de um buraco negro, mas a NASA fez uma simulação digital de como o evento deve parecer. Você pode ver o vídeo abaixo.

 

 

LEIA TAMBÉM: 
O que são buracos negros?
 4 descobertas recentes que provam que o espaço é um lugar bizarro​
O que os astrounatas precisam fazer para transar no espaço? 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.