Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Chuva de meteoros Leônidas atingirá pico nesta madrugada. Veja como assistir

No Brasil, o fenômeno será visível a olho nu, mas a observação pode sofrer interferência devido à aproximação da Lua Cheia.

Por Carolina Fioratti 17 nov 2021, 16h06

A cada 33 anos, o cometa Tempel-Tuttle completa uma volta ao redor do Sol. À medida em que ele corta o espaço, trilhas de detritos vão ficando para trás. Em determinado ponto, a Terra se encontra com a sujeira deixada, graças ao seu movimento de translação. Quando isso acontece, os restos do cometa acabam adentrando a nossa atmosfera como grandes bolas de fogo. Temos então a chuva de meteoros Leônidas, vista anualmente no mês de novembro. 

A chuva deste ano terá seu pico na madrugada de quarta (17) para quinta-feira (18), sendo visível a olho nu do Brasil. A expectativa é que seja possível observar, aproximadamente, 15 meteoros por hora.

Houve épocas em que essas chuvas foram verdadeiras tempestades, com milhares de estrelas cadentes passando por hora. Essa intensidade é influenciada pela passagem do Tempel-Tuttle pela Terra, que acaba ressoando por décadas. As chuvas de 2001 e 2002, por exemplo, contaram com uma grande quantidade de meteoros gerados a partir do material deixado em 1766.

Quem quiser ver um fenômeno mais notável, terá que esperar até 2034. De acordo com cientistas, nesta data teremos um verdadeiro show com 500 estrelas cadentes caindo a cada hora.

Continua após a publicidade

Como assistir à chuva Leônidas?

Procure por um campo aberto e sem poluição luminosa. Boas condições climáticas também devem ajudar. Deixe os binóculos de lado, eles irão atrapalhar sua visão – olhar para o céu é suficiente.

Como o nome sugere, a chuva de meteoros tende a sair da constelação de Leão, mas você pode encontrar um clarão ou outro próximo das constelações Ursa Maior, Leão Maior e Caranguejo. Aplicativos de celular como Carta Celeste e Starwalker podem ajudar nessa jornada. 

Os meteoros estarão visíveis a partir das 0h59, com o final da chuva previsto para às 5h. Porém, estamos a apenas duas noites da chegada da Lua Cheia, e o brilho do satélite pode acabar ofuscando alguns cometas. Por conta disso, o melhor horário para observar as estrelas cadentes será entre 4h e 5h, quando a lua já terá se posto. 

Este não é o único evento astronômico esperado para novembro. Na próxima sexta-feira (19), ocorrerá um eclipse lunar parcial, que também poderá ser visto a olho nu. Seu ápice será às 6h02, mas o satélite já estará abaixo da linha do horizonte nesse horário, dificultando a visão. Porém, às 4h18 a lua começará a ficar mais escura, e será possível ter um gostinho do fenômeno.

 

Continua após a publicidade

Publicidade