Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Cigarros continuam poluindo o ar mesmo depois de apagados

Bitucas deixadas em casa ou no carro liberam substâncias tóxicas por até uma semana depois de apagadas

Por Maria Clara Rossini Atualizado em 5 fev 2020, 17h33 - Publicado em 5 fev 2020, 17h31

Os cigarros não fazem mal para a saúde só quando estão acesos. Eles continuam emitindo componentes tóxicos por mais de cinco dias depois que foram apagados. Em apenas 24 horas, uma bituca apagada libera 14% da nicotina que um cigarro aceso emitiria.

Os dados são do Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia dos Estados Unidos. A análise foi financiada e feita a pedido da Food and Drug Administration (FDA), o órgão americano que regula produtos relacionados à saúde, como medicamentos, comida, cosméticos e tabaco.

Os pesquisadores fizeram o experimento com mais de dois mil cigarros. As bitucas recém apagadas foram colocadas dentro um compartimento de aço com medidores de poluentes no ar. Eles analisaram a concentração de oito químicos presentes no cigarro, incluindo nicotina.

O cigarro continuou emitindo esses compostos por dias depois que já tinha sido apagado. Do primeiro ao quinto dia, houve liberação contínua de nicotina no ar. Ou seja, o cigarro que foi fumado na segunda-feira ainda está emitindo poluentes no sábado seguinte.

Considerando a quantidade de cigarros fumados no mundo, o resultado é significativo. Estima-se que que os fumantes produzam cinco trilhões de bitucas de cigarro anualmente. Os experimentos foram feitos em várias condições de temperatura e umidade. Quanto mais quente é o espaço, mais rápido os poluentes são liberados, o que pode ser especialmente danoso em um país tropical como o Brasil. 

Os poluentes das bitucas são especialmente problemáticos quando estão em locais fechados, como dentro de casa ou do carro. “Você pode achar que está protegendo a saúde dos seus filhos por não fumar quando eles estão no carro, mas se as bitucas apagadas ficam em algum cinzeiro lá dentro, eles ainda estão expostos”, diz o pesquisador Dustin Poppendieck, que liderou o estudo.

A maneira correta de descartar o cigarro é apagar e então colocá-lo em um coletor de bitucas ou uma lixeira comum. Na falta de uma lixeira por perto, o fumante pode colocar a bituca em um cinzeiro portátil e fechado até achar um lugar mais adequado. Além de prejudicar a saúde de não-fumantes, jogar a bituca na rua contribui para a poluição do solo, já que o cigarro demora até 10 anos para se biodegradar.

Continua após a publicidade

Publicidade
Ciência, Saúde
Cigarros continuam poluindo o ar mesmo depois de apagados
Bitucas deixadas em casa ou no carro liberam substâncias tóxicas por até uma semana depois de apagadas

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da Super. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

Publicidade