GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Encarar gaivotas reduz as chances de que elas roubem sua comida

Pode ficar de olho: quando estão sendo observadas, elas pensam duas vezes antes de dar o bote.

Comer ao ar livre é uma delícia, mas pode dar algumas dores de cabeça. Quem já foi vítima de pássaros ladrões de salgadinhos sabe do que estamos falando. Felizmente, existe um jeito simples de evitar os roubos, pelo menos no caso das gaivotas. Um estudo feito pela Universidade de Exeter, na Inglaterra, constatou que ficar encarando os animais pode ser a saída.

O experimento foi feito com 74 gaivotas em cidades do litoral do país. Um pacote de salgadinho era colocado na rua, enquanto uma pessoa ficava agachada a um metro e meio de distância da isca. Quando uma gaivota chegava perto do pacote, o humano tinha duas opções: ou ficava distraído, olhando para outros lugares, ou começava a encará-la fixamente.

Apenas 26% das aves chegavam a tocar o pacote. Quando a gaivota achava que não estava sendo observada, prosseguia normalmente para atacar o salgadinho. Mas quando os olhos do observador estavam fixos, elas demoraram em média 20 segundos a mais para dar o bote.

Os cientistas acreditam que as gaivotas associem o fato de estarem sendo encaradas com o perigo de perseguição. Afinal de contas, toda criança que resolve correr para cima de um bando de pássaros precisa primeiro olhar para eles. Por isso, o olhar humano os deixaria em estado de alerta.

Algumas das gaivotas andavam em volta da comida, escolhendo o momento certo para atacar. “Às vezes elas pulavam em direção ao pacote, mas paravam instantaneamente quando percebiam que estavam sendo observadas”, diz Madeleine Goumas, pesquisadora e líder do estudo.

Segundo a pesquisadora, o estudo explica porque as gaivotas tendem a roubar a comida quando o dono não está olhando ou chegando por trás dele.

A equipe também pretende estudar como o ambiente urbano seleciona as gaivotas, e alguns traços de personalidade — como atrevimento e audácia de roubar os salgadinhos — facilitam a adaptação.

No Reino Unido, onde o estudo foi feito, as pessoas constantemente reclamam de ter sua comida roubada por gaivotas, principalmente nas praias. Aqui no Brasil, vale tentar para ver se o método funciona com pombos.