Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Foguete da SpaceX explode em teste durante tentativa de pouso

A espaçonave está sendo desenvolvida para enviar humanos e cargas em missões à Marte. E apesar do acidente, Elon Musk disse estar satisfeito com o andamento do projeto.

Por Carolina Fioratti 10 dez 2020, 18h42

Nesta quarta-feira (9), um foguete da empresa americana SpaceX explodiu após uma tentativa falha de pouso. O protótipo permaneceu por cerca de 6 minutos e 40 segundos no céu, mas acabou colidindo de maneira brusca com o chão e se desintegrou.

Tudo foi transmitido ao vivo pela empresa. No vídeo abaixo, é possível ver o momento do acidente:

Os problemas técnicos durante o teste de lançamento, contudo, não desanimaram a equipe. Pelo contrário: o resultado foi considerado como “incrível” pela empresa e comemorado no Twitter de Elon Musk, CEO da SpaceX, que escreveu “Marte, aqui vamos nós!”. 

O otimismo surge após uma onda de deslizes da empresa. Desde o ano passado, várias espaçonaves detonaram em testes sem nem deixar o solo por conta de problemas técnicos envolvendo o rompimento dos tanques de propelente (material que queima rápido e serve para acelerar o foguete). Os resultados positivos só voltaram a aparecer em setembro, quando uma nave se levantou a cerca de 150 metros do chão antes de realizar um pouso bem-sucedido na base de testes da SpaceX em Boca Chica, no Texas. 

Na noite da última quarta (9), o foguete apresentou uma boa subida e alcançou 12,5 km de altitude. No entanto, uma baixa pressão no tanque de combustível da espaçonave fez com que a nave aterrissasse em alta velocidade, o que causou o estrago. O lançamento deveria ter ocorrido na terça (8), mas uma falha nos motores da espaçonave faltando apenas 1,3 segundos para a decolagem adiou missão. 

  • O protótipo que explodiu era um Starship SN8 de 16 andares, que está sendo desenvolvido para enviar humanos e cargas de até 100 toneladas em futuras missões à Lua e Marte. Apesar do acidente, Elon Musk confirmou que a SpaceX obteve todos os dados que precisava durante o teste. Agora, a empresa deve se preparar para repetir o ensaio – mas sem catástrofes – com a Starship SN9, outro foguete já construído. Ainda não há data para o próximo lançamento, mas já se sabe que ele terá como origem a base de testes de Boca Chica, assim como os anteriores. 

    A SpaceX já conquistou seu lugar nos negócios espaciais. Os foguetes Falcon 9 da empresa foram utilizados duas vezes em 2020 para enviar astronautas da Nasa à Estação Espacial Internacional (ISS), sem contar as diversas viagens encomendadas para levar cargas ao laboratório orbital. 

    Agora, a empresa quer ser pioneira na colonização de Marte. A primeira parte do plano consiste no envio de astronautas dentro dos próximos dez anos, seguida pelo estabelecimento de uma colônia por volta da década de 2050. Por conta disso, a SpaceX está idealizando até mesmo leis para uma futura comunidade marciana, que daria a ela total independência da Terra. Você pode ler sobre a iniciativa neste texto da SUPER.

    Continua após a publicidade
    Publicidade